Como Fazer uma Mala Pequena para Viajar

Se tem uma coisa que eu considero que fiz bem na minha viagem para Londres foi a minha mala! Levei uma mala pequena, daquelas de bordo, que poderia ter levado no avião junto comigo e mais uma mala média, que foi com algumas poucas coisas que comprei no mercado, mas que na maioria das viagens não é necessária. Ou seja, em uma mala de bordo eu fiz uma mala com roupas, sapatos e necessaire, tudo suficiente para 10 dias de viagem! E o melhor de tudo, sobraram coisas sem usar, o que significa que eu poderia ter feito uma mala mais compacta ainda!!!!

Confesso que não imaginava que conseguiria esse feito (rs) e quando comecei a separar tudo queimei os neurônios! Mas quando encontrei a lógica da quantidade e do tipo de peças que levaria, tudo ficou mais fácil.

É claro que o clima que peguei ajuda bastante, já que não fez necessário colocar na mala grandes casacos, botas e roupas que ocupam um volume maior. Porém, se necessário fosse, teria apelado para os sacos a vácuo, que nada mais é que um saco plástico com uma abertura frontal, onde você guarda as roupas e retira todo o ar lá de dentro, reduzindo significativamente o volume que vai para a mala.

Mas vamos às dicas que acredito que possam ajudar muita gente!

  1. Cheque a temperatura: saber como está a previsão do clima no seu destino é o primeiro passo! Claro que a previsão pode nos trazer surpresas, mas ela dá uma boa base!!!! Eu sempre confio no que a previsão está dizendo, e aí levo uma opção para se eu for pega de surpresa. Em último caso, se não vou para o meio da floresta sem a possibilidade de comprar algo de emergência, compro uma coisa ou outra necessária no destino. Mas vou dizer para vocês: isso nunca se fez necessário. Para quem vai viajar no verão, tem um post com um check list de mala de viagem para destinos com temperatura alta, tanto para crianças como para mulheres. 
  1. Escolha cores neutras para as partes de baixo: isso vai ajudar muito, pois você não precisará se preocupar em ficar combinando looks durante a viagem, uma vez que calças, shorts ou saias neutras, te permitem uma variação enorme de camisetas, blusinhas, jaquetas e casacos. 
  1. Número de peças: sigo um padrão de número de peças que sempre dá certo. Sobra pouquíssima coisa na mala, só tenha em mente que você vai repetir roupas, especialmente a parte de baixo. Optar por tecidos que não amassem ou amassem pouco também é uma ótima dica, pois você consegue otimizar melhor o espaço na mala quando pode dar aquela espremidinha sem medo de amarrotar tudo. 

1 parte de baixo para cada 3 dias. No meu caso, para 10 dias, levei 3 calças e um shorts só para caso tivesse algum dia de muitooooooooooooo calor, mas não cheguei a usar.

1 parte de cima para cada dia, mas se você tiver como lavar roupa, pode considerar 1 parte de cima para cada 2 dias.

1 casaco / jaqueta ou malha para cada 2 dias. Faça uma mescla entre os tipos de peças.

1 pijama para cada 4 dias

1 troca de roupa de exercícios para cada 4 dias. Se você for super fitness, inclui mais. E mesmo que você não seja fitness, é sempre legal uma calça legging e um top para fazer algum passeio ou atividade que te deixe mais à vontade 

  1. Escolha sapatos neutros

1 tênis esportivo, mesmo que você não pratique exercícios, ele vai ser bem confortável para destinos em que você vai andar bastante, e sempre tem aquele passeio de caminhada, ou algo que necessita de uma roupa mais confortável, ainda que você goste de estar mais arrumadinha

1 tênis / sapatilha / mocassim para passeios informais

1 sapato para passeios mais formais

1 sapato para o aeroporto sem cadarço, para facilitar tirar e colocar

1 chinelo 

  1. Valorize as peças com acessórios

Escolha o máximo de blusas, blusinhas neutras, lisas, que combinarão com tudo, e valorize as peças com colares grandes, um brinco colorido, pulseiras. Esses itens ocupam pouco espaço na mala e trocando o acessório a mesma roupa vira um look novo! 

  1. Leve miniaturas

Não precisa ter medo do seu shampoo preferido acabar, mesmo que vá ficar viajando por um período mais longo, abasteça embalagens próprias para viagem com miniaturas e leve diversas necessaires pequenas ao invés de uma necessaire grande. Isso vai possibilitar você aproveitar melhor o espaço da mala, encaixando esses itens em pequenos espaços vazios que se formam.

Vejam como eu consegui variar bastante os looks usando as mesmas peças!

Dia 1 – com e sem a echarpe. O colar deixou a camiseta lisa mais descolada

Dia 2 – com a mesma jaqueta jeans do dia anterior, com outra proposta na composição

Dia 3 – debaixo da camisa, roupa de academia para um treino no parque. Comecei o dia com a echarpe e quando esquentou o dia eu tirei.

Dia 4 – Com malha, sem malha, e para o final do dia e passeio noturno, a mesma calça só com o sapato diferente e uma jaquetinha de renda que foram na bolsa para a troca.

Dia 5 – o mesmo jeans, com o casaquinho que usei no avião. O colar deu um toque mais arrumado para a camiseta

Dia 6 – a mesma legging e tênis do dia do parque com a malha do dia das asas

Dia 7 – Jeans e malha azul marinho. Com o gorro e a mesma echarpe vinho, que combinava com tudo que levei, deu outra cara para o look

Para fazer malas compactas tem que desapegar. Pense que o que você vai levar das viagens são as lembranças, as memórias construídas, e não os looks que vai vestir 😉

Espero que as dicas tenham ajudado!

Beijos – Mari

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.