3 Perguntas e Respostas sobre Gripes

Que tempo seco é esse que está fazendo em São Paulo? Que organismo que aguenta as variações bruscas de temperatura que sofremos nas últimas semanas? As crianças acabam sofrendo bastante, principalmente as que já têm problemas respiratórios crônicos, como o Yuri, que tem bronquite :-(

Semana passada ele teve um resfriado bem forte! Melhorou, e agora, como é comum acontecer com irmãos, a Nina que está resfriada. Na verdade ela já estava com o Yuri, mas com os sintomas bem mais amenos, porém, esses sintomas nos enganaram e esse resfriado evoluiu para uma otite.

A semana será puxada por aqui, pois irei manter os dois em casa até sexta-feira, já que a escolinha está com um surto de vírus diversos e muitas crianças doentes. Nada alarmante e que cause grandes preocupações, mas se hoje tenho essa possibilidade, por que não?

Pelo menos eles se resguardam, descansam, e se recuperam de forma mais efetiva.

E não é só por aqui que as gripes e resfriados estão pegando adultos e crianças, por isso, obtive no site da Dra. Ana Escobar, profissional que admiro muito e acho que fala sobre a saúde das crianças de forma super esclarecedora, algumas respostas para as principais dúvidas sobre gripes.

Fiz um compilado dos trechos que achei mais interessantes para compartilhar com vocês, mas a matéria na íntegra está neste link.

Como eu realmente...: Espirro e mãe

Achei essa charge sensacional! Fala se mãe não é assim mesmo? kkkkkkkk

1. Quais são os sintomas?

Começa com mal estar, dor de cabeça, dores pelo corpo, cansaço, enjoo, às vezes vômito e diarreia e febre que em geral é alta. Na sequencia vem os sintomas congestivos: o nariz fica tapado e com coriza, que pode ser clara ou purulenta, espirros e tosse. No início a tosse é seca e logo fica encatarrada. Estes são os sintomas mais proeminentes. Importante saber que crianças tem muitos resfriados ou outras viroses com febre que podem se confundir com a gripe.

2. Como saber se é gripe ou outra virose?

A gripe por Influenza, seja do tipo A (H1N1) ou do tipo B, que são as mais comuns nos dias de hoje, dão sintomas mais intensos. Uma boa dica para avaliar crianças que tem febre é observar como elas ficam quando a febre baixa com antitérmicos. Quando a febre baixou observe se a criança está disposta, alegre, com energia para brincar e comendo. Se assim for, tranquilize-se e podemos seguir observando. Por quanto tempo? Até por 72 horas. No entanto, se as crianças – depois que a febre baixou- ficarem indispostas, largadinhas, inapetentes, irritadas, sem energia e respirando rápido, melhor procurar atendimento médico.

3. Quais são os sinais de alerta? Quando procurar um hospital?

Vale para todas as idades: procure um hospital se você estiver apresentando os sintomas da gripe acima descritos, com bastante intensidade, principalmente com muita dor pelo corpo, febre alta e respiração difícil”.

De todos os esclarecimentos da Dra. Ana Escobar, para mim o mais importante é em relação à observação da criança após a febre baixar. Muitas vezes acabamos nos desesperando, expondo os pequenos a pronto socorros, exames desnecessários, considerando uma febre isolada. Mas pelo menos por aqui, algo que aprendi com o tempo, com a ajuda da pediatra das crianças, é sempre avaliar o estado geral. Criança que pára de brincar é sinal de alerta, se está com febre, mas ainda tem disposição, é observar atentamente, mas não entrar em pânico.

Beijos – Mari

Deixe seu comentário