Viajando com Crianças: Passeios em Maragogi

Depois de falar sobre o Hotel Salinhas do Maragogi (http://mamiemais.com/2017/04/26/hotel-salinas-maragogi-viajando-com-criancas/), hoje é dia de falar sobre os passeios em Maragogi.

Fizemos somente três passeios, contratados diretamente no hotel, que foram os que consideramos convenientes e vantajosos para se fazer com duas crianças, levando em consideração a infraestrutura, tempo de passeio, horários e distância do hotel. Pode ser que se você estiver hospedado em outro local, algumas informações sejam diferentes.

Para quem quiser saber de outros passeios em Maragogi, recomendo a leitura dos posts do Blog Viaje na Viagem, do Ricardo Freire (http://www.viajenaviagem.com/?s=maragogi). São diversas praias, opções de passeios de Buggy, mas que optamos por não fazer, pois as crianças estavam se divertindo muito no hotel e não queríamos desgaste com longos percursos (alguns chegam a durar uma hora e meia de trajeto até a praia ou destino a ser visitado).

Sobre os passeios de barco tenho algumas dicas importantes para dar, antes de falar propriamente dos passeios.

Leve pouca bagagem e deixe a roupa seca guardada. Por conta da profundidade das águas ser muito baixa, a embarcação para os passeios fica bem distante da costa. É uma super caminhada da praia até chegar ao barco e, nesse percurso, a água chega a bater na cintura com algumas leves ondas que batem no caminho. Se não levantar bolsas vai molhar, e se tiver de roupa seca, vai molhar. No primeiro passeio fui desavisada e encharquei minha saída de praia. As sacolas e pertences também tem que ser o mínimo necessário, pois não é nada fácil andar um super percurso, no mar, cheio de bolsas na cabeça, para não deixar molhar, e ainda criança no colo.

A embarcação oferece, no geral, água e cerveja, então, se sua família estiver acostumada a fazer lanchinhos nos passeios, leve alguma coisa na bolsa. Eu levei sempre uma fruta fácil de comer, suquinho de caixinha e biscoitos, e as crianças comiam ou no percurso de ida ou no percurso da volta, logo que voltávamos da água para o barco.

O trajeto de barco é bem tranquilo para ser feito com as crianças, o perrengue maior é chegar e sair do barco mesmo. Mas mesmo assim, a Nina enjoou em um dos passeios e vomitou um monte…rs. Como os percursos foram curtos, logo que chegamos e entramos na água passou. Mas fica o alerta para quem costuma enjoar, é tranquilo, mas tem o balanço natural do mar.

Outro ponto que eu não sabia que era assim que funcionava é que nos passeios você fica somente na água. Não é um passeio para ficar na praia, curtindo a areia. Cheguei até a levar baldinho para as crianças que só foi um volume desnecessário. Então, o que não pode faltar é camiseta com proteção solar e muito protetor, que é bom passar antes de sair do hotel para ter um volume a menos para carregar.

Piscinas Naturais Galés

O passeio mais famoso para quem vai à Maragogi são as piscinas naturais. Pagamos o valor de R$ 375,00 para quatro adultos e duas crianças, pois contratamos em conjunto o Beach Tour, e o valor incluía máscara e snorkel.

Esse passeio é feito em horários diferentes a cada dia, de acordo com a maré. Para possibilitar o passeio, a maré tem que estar baixa, então é bom checar logo nos primeiros dias de viagem os horários e fazer a reserva. Em alguns dias o passeio saía às 6h da manhã, o que é inviável com duas crianças! E a cada dia o horário de saída era meia hora mais tarde. Como ficamos vários dias, foi possível fazer o passeio no dia em que a saída aconteceu às 8h30.

Do Hotel Salinas do Maragogi, o passeio é feito com equipe e barcos próprios. Tudo muito conservado e organizado. Foram uns 20 minutos de percurso até chegarmos às piscinas naturais.

Durante o trajeto são dadas as orientações de preservação e segurança, e os guias tentam, a todo custo, venderem o curso e o mergulho com cilindro. Eu e meu marido fizemos o curso de mergulho básico e o avançado em outra ocasião e, para nós, não faz sentido esse tipo de experiência, pelo custo e pela pouca diversidade que vemos nesse tipo de passeio. Para quem nunca mergulhou, talvez valha a pena para perder o medo, já que a profundidade das águas é super baixa.

No barco eles também alugam uma máquina Go-Pro para fotografar. Eu não recomendo entrar no mar com a máquina comum ou celular sem capa de proteção, senão não dá para curtir o passeio. Nós levamos a nossa go-pro e deu para registrar algumas imagens.

Achei que o passeio realmente vale a pena. Essa uma hora e meia passa bem rápido e as crianças ficam encantadas com a quantidade de peixinhos que veêm. A água é rasa e quente, e o sol também é bem quente…rs. Então não dá para esquecer do protetor solar. No dia que fizemos esse passeio estava um pouco nublado, então dispensei as camisetinhas com proteção solar das crianças, mas é um item que é bom levar para esses passeios.

Beach Tour

Esse é um passeio que vai passando próximo à costa de algumas praias e para por aproximadamente 45 min – 1 hora na praia de Xaréu. O trajeto é lindo lindo lindo! As águas são incrivelmente claras, parece que estamos no Caribe.

Da mesma forma que o passeio às piscinas naturais, tem que verificar o horário da maré e o valor foi de R$ 375,00 para quatro adultos e duas crianças, contratados os dois passeios em conjunto.

Apesar de toda a beleza, achei esse passeio caro para o que oferece, pois é ficar uns 40 minutos dentro da água. Ok, uma água maravilhosa, sem onda, limpa, quente, mas se cansar na água tem que voltar para o barco.

O Luli dormiu no percurso de ida e acordou quando chegamos. Ficou bem mal humorado e não ficou nem 10 min na água. A Nina gostou, mas como a água não era tão rasa, apesar de ser cristalina, não desgrudou do colo do pai ou do avô. Ela não aceitou, mas para as crianças que topam de boa, vale levar uma boia, porque a água parece uma piscina.

Passeio de Maria Fumaça

Esse passeio é novo, pelas informações que tivemos, está sendo feito há aproximadamente dois meses em uma maria fumaça própria do hotel. O valor é de R$ 25,00 por adulto e crianças não pagam.

O trajeto até o centro de Maragogi é bem gostoso, o guia é ótimo, bem divertido e conta várias histórias da cidade. Mas a cidade não tem estrutura adequada para turismo e, as duas horas que podemos permanecer por lá, poderiam ser reduzidas para 30 min sem o menor prejuízo, na minha opinião.

O objetivo é ver o artesanato local, fazer umas comprinhas, mas as lojas são todas quase iguais, com a mesma oferta de produtos.

O guia relatou que está sendo discutido com a prefeitura de tornar o local mais preparado para o turismo e esse passeio ser algo mais bacana. Por enquanto, vale o passeio de maria fumaça, mas não ficar no centro por duas horas.

E na semana que vem eu conto para vocês sobre o percurso e o transfer, que muita gente perguntou.

Beijos – Mari

Deixe seu comentário

4 comentários

  1. Juliana comentou:

    Oi Mari!
    que lugar lindooo!adorei!
    fomos na semana passada para fernando de noronha com o bento, ele se comportou muito bem, fez trilha com a gente, desceu a escada do sancho e passeou de barco!
    eu estava preocupada em como seria ir com criança para noronha, foi super tranquilo e ele aproveitou um muito!!!
    beijos
    ju

    1. Nossa, quando fomos eu pensava na Nina o tempo todo! O Luli ainda não existia…rs. Hoje já sou muito mais corajosa para fazer passeios com as crianças, mas ainda prefiro a estrutura de resorts. Beijos Ju

  2. Aline amorim comentou:

    Mari,
    Pelas foTos voce parece mais magra, conta aqui no blog sua rotina alimentar.. faz um diario de sua alimentacao. Vamos amar! Beijos