Campanha de Vacinação Contra a Gripe 2017

Começou na última segunda-feira, dia 17 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe.

Acho que todo mundo conhece alguém que tomou essa vacina e ficou gripado depois não?

Imagem Pixabay

Segundo informações do site do Dr. Drauzio Varella, “Isso acontece porque a vacina de gripe não é para gripe. Gripe é o nome dado a um conjunto de sintomas causados por diferentes vírus. Os mais comuns são febre, tosse, corrimento nasal e dores no corpo Entre os vírus da gripe que causam esses sintomas está o Influenza, que pode ser do tipo A ou B e ter diferentes sorotipos. O mais famoso é o H1N1. A vacina contra a gripe é, na verdade, uma vacina contra o Influenza,  responsável por cerca de 16% dos casos da doença. Mesmo assim, a ideia que se faz da vacina é que todos devemos tomá-la, se quisermos ficar protegidos. No entanto, é importante registrar que, segundo os melhores estudos sobre o assunto, mesmo considerando somente o Influenza, a eficácia da vacina não é maior do que 60%. Isso quer dizer que, em cada dez vacinados, quatro ainda terão um episódio da doença provocado por esse vírus. Como a vacina se baseia numa previsão de quais sorotipos do vírus Influenza atingirão a população naquele ano, dependendo do grau de acerto, é preciso vacinar entre 30 e 100 pessoas para conseguir evitar apenas um caso de infecção numa delas…

Se tudo que se afirma sobre a “vacina da gripe” fosse verdade, ela seria capaz de salvar mais vidas do que qualquer outro medicamento desenvolvido pelo homem. O que parece é que criamos um excesso de preocupação com uma doença que sempre existiu e, para a imensa maioria da população, não causa mais do que alguns poucos dias de desconforto”.

No fim das contas, não é a vacina que causa gripe, a vacina só não protege de todos os vírus que causam os sintomas da gripe. Em resumo, é isso e apesar de todas essas informações, eu ainda assim sempre tomei e também levo as crianças.

Na imagem abaixo estão diversas informações importantes, que podem ser encontradas em matéria da Folha de São Paulo.

Nos últimos anos tomamos a vacina na empresa, eu, as crianças e o meu marido. Nesse ano não terei mais esse benefício, então ainda irei avaliar se tomaremos na rede pública ou na rede privada. O que é certo é que iremos nos imunizar.

E por aí, vocês tomam a vacina contra a gripe?

Beijos – Mari

Deixe seu comentário

3 comentários

  1. Letícia comentou:

    Má o Luly apresentou alguma reação a vacina?!!

  2. Renata alvim comentou:

    fui no primeiro dia sem pestanejar quero a gripe bem longe daqui de casa