Coluna da Nutri: Dicas Rápidas para preparar a lancheira

Muitas mamães quebram a cabeça diariamente ao ter que escolher o lanche dos seus filhos. Além da dúvida de o que colocar na lancheira, ou quanto colocar, é difícil variar e oferecer lanches balanceados.

Pensando nessa dificuldade, resolvi escrever esse post.

Primeiro, vou dividir os alimentos em três grupos:

CONSTRUTORES – as proteínas, que ajudam a construir os músculos. Como iogurtes, leites, queijos, coalhada, pates de ricota/iogurte/cream cheese, ovo, ovo de codorna e as carnes.

ENERGÉTICOS – os carboidratos, que dão energia. Como pães (bisnaguinha, pão de forma, pão francês, brioche, pão de milho, pão de ovo, pão australiano, pão de queijo), tapioca, bolinhos/muffins (prefira os de fruta como banana, maçã, laranja, maracujá), cookies/bolachas (sem recheio!), biscoito de polvilho, cereal matinal/granola.

REGULADORES – frutas, verduras, legumes e castanhas, que ajudam a regular o funcionamento do organismo. Dê preferencia às frutas da época que são mais saborosas, nutritivas e baratas, dentre os legumes, cenourinha, pepino e tomate são ótimas opções, e as castanhas podem ser de caju, do pará, nozes, amêndoas, o que seus filhos gostarem.

O ideal seria incluir sempre um alimento de cada grupo. Por exemplo, se a bebida for um leite, precisamos incluir ainda um alimento energético e um regulador. Leite, bolo de banana e castanhas de caju.

Se a bebida for um suco (natural ou de polpa, por favor) ainda precisamos incluir um alimento energético e um construtor. Como ovinhos de codorna e cookies.

Deu pra entender mais ou menos o espírito da coisa, né? Se precisar de ajuda com as bebidas, dê uma olhadinha nesse texto!

Ah! Importante: tente sempre se informar com os professores/cuidadores se seu filho comeu o que ele levou, se trocou com o amiguinho, se comeu tudo, se jogou algo no lixo. Assim, você vai poder melhorar cada dia mais a lancheira, com coisas que ele gosta e diversos nutrientes.

Dica da couve: Se programe para fazer uma lancheira colorida sempre que possível e varie as cores ao longo da semana. Cada ‘cor de alimento’ é rica em determinados nutrientes, variando as cores oferecemos nutrientes diversos.

Este texto foi reproduzido, com autorização da autora, do Blog O que Houve com a Couve

Luiza Mattar é Nutricionista Comportamental especializada em pediatria e em transtornos alimentares. Acredita que o equilíbrio é a base de uma alimentação saudável. Comer de tudo para poder comer tudo- sem culpa, sem neuras e com muito prazer. Criou esse blog para ajudar as mamães com suas dúvidas, medos e aflições no que diz respeito à alimentação e nutrição

Deixe seu comentário

10 comentários

  1. Bru comentou:

    oLÁ MARI ESTOU IMPRESSIONADA COM SEU CAPRICHO. cOMO VOCÊ CONSEGUE FAZER TUDO ISSO E AINDA TRABALHAR FORA? RSRSRSR

  2. a e waearta amercadtriapece se muitio boa e e muito boa

  3. a mercaria parece ser muito boaa qualidade e muito boa e de muita quaolidade e quero sase e se poso ver o mapa

  4. a mercaria parece ser muito boaa qualidade e muito boa e de muita quaolidade e quero sase e se poso ver o mapabdas compras/?

  5. a mercaria e de muito boa qualidade ebmuito bonitos 0s macacaozinhos de boa qualidade e bonitos

  6. a mervadiorias parecem ser parecem ser de noa qualidade e bonitas

  7. as MERCARIAS PARECEM SEREM MUITO BOnitas e de boa qualidade e bonitas fotram feitas com muito bom gosto queria ver a sacola de terminar a compra

  8. as MERCARIAS PARECEM SEREM MUITO BOnitas e de boa qualidade e bonitas fotram feitas com muito bom gosto queria ver a sacola de terminar a compra nao tenho mais o queniluiar

  9. Luana Fonseca comentou:

    Oi MAri!!! Não terá mais postagens no blog? Estou sentindo falta!!! Volta Mari!!!

    1. Querida, estou voltando aos poucos!!!! Essa semana espero conseguir postar diariamente. Beijão!