Como Fazer o Feijão Perfeito

Eu sempre amei feijão, mas cada vez que fazia saía de um jeito diferente, e eu gosto de feijão com caldo mais grosso, bem encorpado. Aí aprendi com a Rita Lobo, no Livro Cozinha Prática, como fazer o feijão perfeito! E hoje vou compartilhar as dicas com vocês.

As dicas podem ser usadas para fazer qualquer feijão: carioca, feijão preto, feijão branco…

O primeiro passo é deixar o feijão de molho, para os grãos ficarem mais macios e, principalmente, neutralizar o ácido fítico, que bloqueia a absorção de vitaminas no nosso corpo, e torna o processo de digestão mais difícil.

A forma mais tradicional de deixar os grãos de molho é cobrir com água, acrescentar algum ácido junto (vinagre, limão…) e deixar de molho por, pelo menos, oito horas.

É importante dizer que a água do molho não deve ser usada para cozinhar o feijão! Nessa água estarão todas as impurezas do grão.

Eu sempre tive desconfortos abdominais quando comia feijão, e nunca lembrava de deixar o grão de molho no dia anterior. Até que conheci a técnica da Rita Lobo, que vou contar para vocês, e tem funcionado muito bem aqui em casa.

Para deixar o feijão de molho: 

Para cada xícara de feijão você vai precisar de duas xícaras de água. Lave os grãos em água corrente, coloque em uma panela e cubra com o dobro de água. Ligue o fogo e deixe a água ferver. Quando ferver, desligue o fogo, tampe a panela, e deixe de molho por 1 hora. Eu costumo deixar na própria panela de pressão, e só coloco a tampa em cima, sem travar a panela.

Após uma hora, descarte a água, enxague o feijão novamente e leve para cozinhar com o triplo de água – para cada xícara de feijão que ficou de molho, acrescente três xícaras de água. Coloque para cozinhar na panela de pressão. Quando a panela começar a chiar, deixe por 10 minutos e desligue o fogo. Pronto! O feijão está pronto para ser temperado, com 10 minutos na pressão e só.

Para temperar o feijão:

O tempero é a gosto, mas eu gosto de refogar no azeite cebola e alho bem picadinhos e folhas de louro (para cada xícara de feijão, uma folha de louro). Quando a cebola muda de cor, acrescento conchas dos grãos, ainda sem o caldo, e dou uma amassada, com a própria concha. Isso vai ajudar o caldo ficar mais encorpado. Se você gosta de um caldo mais ralo, não amasse os grãos.

Vou acrescentando todos os grãos cozidos e o caldo, coloco sal e deixo ferver. Quando ferve, abaixo o fogo e deixo engrossar até o ponto que quero. Normalmente fica mais uns 5 – 7 minutos para ficar do jeito que gosto.

Quando tenho em casa, gosto de colocar cheiro verde também, principalmente no feijão branco. E de vez em quando, refogo a cebola e o alho em pedacinhos de bacon, e aí nem precisa de óleo. Fica uma delícia!

Para quem gosta de feijão com paio ou linguiças defumadas, eu indico colocar para cozinhar, em pedaços, junto na pressão, para ficar bem macio.

Aí um pulo do gato. Dependendo do grão, depois que tempero e o feijão ferve, forma uma espuma no centro da panela, provavelmente porque o processo de neutralização dos ácidos não foi completo. Como a espuma fica centralizada, é fácil de retirar com a concha.

Para turbinar o feijão com mais nutrientes:

Gosto também de colocar alguns legumes ou verduras para deixar o feijão mais nutritivo, principalmente em períodos que as crianças estão cismadas com verduras ou legumes no prato. Nesses casos, acrescento os legumes no refogado de cebola e alho, tampo a panela e deixo cozinhar em fogo baixo. Depois faço o processo de acrescentar os grãos e o caldo para engrossar.

Outra opção é cozinhar os legumes na pressão, junto com o feijão, mas eu acho que os legumes ficam mais saborosos quando refogados com o tempero.

Gosto de acrescentar as seguintes opções: talos de espinafre, inhame, cenoura, beterraba, folhas de espinafre.

Para congelar o feijão:

Muita gente não gosta de congelar feijão temperado. Eu congelo temperado e acho que ele fica ótimo descongelado. Para mim, perde muito da facilidade ter que temperar o feijão na hora que vou comer.

Gosto de congelar porções em potinhos individuais, para quando preciso oferecer só para as crianças, e também porções para a família, em potinhos maiores.

A melhor forma é deixar descongelar naturalmente na prateleira baixa da geladeira. Mas como o congelado acaba salvando em dias de correria, descongelo no microondas ou no fogão mesmo.

E tem coisa mais gostosa que um arroz com feijão caseiro? Aqui as crianças adoram!!!!

Espero que gostem e usem as dicas. E se quiserem mais dicas de receitinhas caseiras, deixem nos comentários.

Beijos – Mari

Deixe seu comentário

4 comentários

  1. Juliana comentou:

    Faço feijão desta forma tbm e adoro o resultado… vou aproveitar agora suas dicas de turbinar com mais nutrientes, pois a filhota aqui e papai não gostam muito de verduras e legumes…..
    valeu pelas dicas. bjs

  2. Letícia comentou:

    Mari, também coloco abobora cortadinha para refogar e engrossar junto ao feijão. Fica uma delícia, nutritivo e com uma cor linda! Faça o teste. um bj