Higienização Nasal de Bebês e Crianças

Oi gente! Tudo bem? Não consegui fazer posts nos últimos dois dias. Essa semana está mega corrida. Tive muitos compromissos no final de semana, fui para o interior para passar o Dia dos Pais com a família, e aí a semana já começa toda revirada, já que organizo muitas coisas para a semana no final de semana. Ainda não consegui colocar tudo em dia, mas está tudo sob controle.

Sobre o tema do post, aqui em casa, eu não tinha o hábito de fazer a lavagem nasal na Nina desde que ela nasceu. Comecei a fazer acho que ela já tinha quase dois anos, duas vezes por dia, mas é impressionante como vi melhoras e diminuição da frequência de gripes e resfriados com esse cuidado tão rápido e simples.

Com o Yuri, desde a primeira semana de vida faço a lavagem nasal todos os dias, no mínimo duas vezes por dia, e sai cada alienígena do narizinho… rsrsrsrsrs.

Então, quando recebi informações sobre o tema da assessoria da Libbs Farmacêutica, fabricante do Salsep 360 graus, que é o produto que uso para fazer a lavagem nasal do Yuri (para a Nina e para mim uso o Rinossoro jato contínuo), achei legal dividir com vocês. Espero que gostem!!!!

Salsep Rinossoro

A higienização nasal em crianças com idades entre zero e quatro anos é fundamental para evitar infecções respiratórias e crises de alergia. A atenção deve ser redobrada nos primeiros dois meses de vida, quando o bebê ainda respira exclusivamente pelo nariz. No inverno, com o clima mais seco e aumento dos agentes poluentes, os pais devem estar ainda mais atentos à saúde respiratória dos filhos, principalmente no que se refere à higienização e hidratação nasal.

O uso de soluções para a higienização nasal é recomendado como tratamento preventivo de doenças respiratórias e resfriados. Estudos comprovam que limpar as mucosas nasais reduz em até 40% os dias em que as pessoas sofrem de problemas respiratórios. Isso porque a região do nariz é uma importante porta de entrada para alérgenos, fungos, bactérias e poluentes, invasores que podem provocar alergias, infecções, resfriados e quadros que necessitam de internação e podem comprometer a qualidade de vida da criança. “A higienização nasal é muito importante para melhorar os sintomas da gripe e a qualidade de vida das crianças”, afirma a otorrinolaringologista Maura Neves, do Hospital Universitário da USP.

Essa preocupação deve ser ainda maior, especialmente para manter a saúde dos recém-nascidos, mais suscetíveis aos problemas relacionados às doenças respiratórias em períodos secos.

* Com a obstrução das narinas, a passagem do ar torna-se ruidosa e prejudica a respiração, amamentação e o sono.

* Para os recém-nascidos e os bebês de até dois meses, o recomendável é fazer a higiene do nariz antes de cada mamada.

* O cloreto de sódio 0,9% é a solução mais indicada para crianças, pois não causa ardência, queimação e irritação.

* O mais indicado é que os pais optem por soluções livres de conservantes.

* A higienização nasal não tem contra indicações e pode ser feita pelo menos duas vezes ao dia.

A médica recomenda a limpeza do nariz diariamente, principalmente quando o clima está mais seco. Segundo ela, a quantidade de dose diária ou de borrifadas da solução nasal varia de acordo com a necessidade de cada um. “Se a pessoa sente muito ressecamento e há formação de crostas, a limpeza e a umidificação deve ser feita sempre que o desconforto surgir. Pode até ser mais de uma vez ao dia”, orienta. 

Minimizando sintomas de gripes e resfriados

Mudanças bruscas de temperatura facilitam a transmissão de gripes e resfriados. Isso ocorre pois o sistema de defesa respiratório tem que aquecer e filtrar um ar mais frio até que atinja a temperatura do nosso corpo. Por isso, Dra. Maura ensina algumas formas de prevenção. “Se considerarmos que o meio de transmissão envolve contato de com secreções de pessoas doentes, o simples ato de lavar as mãos é um ótimo meio de prevenção. O uso do álcool gel também ajuda a prevenir essa transmissão, mas ressalto que seu uso age de maneira complementar após a lavagem tradicional com água e sabão e não de maneira a substituí-la”.

Segundo a especialista, uma outra medida simples, porém muito eficaz e com comprovação científica, é realizar higienização, hidratação e lavagem nasal. “A lavagem nasal com solução fisiológica auxilia na remoção de agentes nocivos que são diariamente inalados e ficam presos dentro do nariz. Além disso, auxilia na respiração e ajuda na remoção de secreções que são produzidas no nariz. Com o nariz funcionando bem o sistema de defesa respiratório fica otimizado.

No caso de uma infecção se instalar, essas lavagens devem ser intensificadas, pois também já temos estudos científicos comprovando que a limpeza nasal reduz os sintomas e o tempo de duração da doença”.

Muita informação bacana não acham? Para quem ainda não tem o hábito da higienização nasal diariamente, passe a praticar e me conte se os resultados não são visíveis!

Beijos – Mari

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

11 comentários

  1. Samylla hara comentou:

    Oi Mari! Tudo Bem? SiGo você no ig e adoro! Parabéns pelos posts! Uso esse salsec no meu Bebê de seis meses, indicação da pediatra. Inclusive ela disse para lavar com soro fisiológico várias vezes por dia! Fomos tambÉm na otorRino pediátrica que confirmoU o que mInha pediatra falOu. PEgo Uma seringa, coloco 2ml de soro (1ml para cada narina), inclino a cabeça do bebê e injeto. Acho que Melhora muito! Faço desde bebê.. Você lava com soro tamBém? Beijos

    1. Oi Sa, tudo bem. Obrigada pelo carinho. Eu não lavo com soro não, acho que essa solução nasal já é o suficiente. Quando as crianças estão mais congestionadas (com o Luli aconteceu uma vez só), faço a lavagem diversas vezes no dia e aspiro a secreção com aqueles aspiradores nasais para bebês e crianças. É muito importante a aspiração para não deixar secreção acumular, porque aí infecciona e só com antibiótico. Beijão

      1. Jana comentou:

        Oi, tudo bem? Parabéns pelo post, essa informação é de suma importância!!
        Tenho uma dúvida, me bebê de 9 meses está bem congestionado, uso o salsep mas no momento to lavando c soro na seringa, já ouvi falar q não posso inclinar a cabeça dele p trás na aplicação, qual posição é indicada?
        Obrigada

        1. Jana, eu não sou médica, então não sei te responder. Eu faço a lavagem com as crianças deitadas e quando estão congestionadas aspiro a secreção com aspiradores nasais. Mas acho melhor você falar com o pediatra. Beijos

  2. KENNYA comentou:

    oi… eu também lavo com soro quando está resfriado/ gripado… e nos dias normais uso salsep… eu injeto com ele deitado de lado. quando esta gripado a cacá sai no outro nariz e vice versa. tenho a juju de quase 3 anos e o lucas de 7 meses… e como ela já vai pra escola… se ela pega gripe, espero dois dias e batata… o ucas tb pega. então para amenizar os efeitos uso sempre soro e salsep.
    parabéns pelo blog e as postangens. abs

  3. marcela comentou:

    Mari, você usa qual aspirador nasal? Beijos

      1. Marcela comentou:

        Obrigada, mari! VOCÊ como sempre muito gentil. Beijos

  4. Vivianne comentou:

    Mari, como q faz c rn!? Borrifa o spray nasal dentro do nariz!?

    1. Isso… espirro um jato em cada narina e tiro aquela secreção mais dura com o cotonete. Quando está muito congestionado (aconteceu uma vez só), aspiro com aspirador nasal.