Coluna da Neima: O Guarda-Roupas de uma Grávida

Olá, mamis! O post de hoje é sobre um assunto que adoro: roupas!! Acho que poucas mulheres não gostam de moda, certo? Por isso pensei em escrever esse texto e ilustrar com muitas fotos, porque acho que fica mais fácil identificar nossos erros e acertos.

Já adianto que eu não gosto de gastar dinheiro com roupas específicas para gestantes, porque geralmente elas são caras e são peças que você vai usar por um período determinado. Assim, já que será um gasto inevitável, prefiro investir em peças que tenham vida longa no armário. Porém, como tudo na vida tem um “mas”, não dá pra escapar de comprar uma ou outra peça “de grávida”, como por exemplo, uma boa calça jeans.

Eu tenho um estilo básico (apesar de gostar muito de oncinha e afins), mas não me considero “perua”. Portanto, todas essas dicas levam em conta o meu estilo e o que eu mais prezo nessa fase: o conforto. Tenho horror de peças que apertam, ainda mais quando a barriga já está crescendo. Além de dar aquela sensação de “sufoco”, não é nada saudável, porque peças justas atrapalham a circulação e evidenciam as temidas “gordurinhas”.

Pra facilitar, vou listar algumas peças que considero essenciais:

1 – Legging

Sim, não tem como escapar delas. São confortáveis, podem ser usadas tanto no frio como no calor e em várias ocasiões. Vão desde a academia até um compromisso informal, tudo depende dos acessórios. Eu sugiro investir em cores neutras e em peças sem costura, porque quando a barriga cresce de verdade, tudo o que você mais quer é conforto.

legging Scala

Esse modelo é da Scala. Tenho uma e recomendo!

2 – Camisas

Que mulher não tem camisas no armário? Eu tenho várias, algumas desde a época em que trabalhava fora (por isso vale a pena investir em peças de bom corte, porque se bem conservadas duram anoooos). Prefiro as de botão, porque depois você ainda usa na fase de amamentação. O ideal são modelos não tão justos e acinturados e que possam acomodar a barriga com folga.

camisa1 camisa2 camisa3

Todos esses modelos são da Farm. Dá pra usar fechadas ou abertas, com uma regatinha mais comprida por baixo. Marcando a barriga todo mundo consegue identificar que você está grávida, e não acima do peso, rs. (mas até o 3º ou 4º mês é meio impossível, a barriga fica mesmo um tempinho sem forma definida)

camisa4

Olha que linda esse modelo da Richards! Eu amei e quero já, rs. Eu tenho algumas dessa marca em um número maior do que o que uso habitualmente, ficam mais larguinhas, mas sem ficar estilo “saco”.

camisa5

Essa também é da Richards e bem clássica, com estampa floral. Dobrar as mangas sempre dá uma descontraída no visual e algumas camisas já vêm com um botãozinho na parte superior da manga, é só dobrar e abotoar.

3 – Calças jeans e de alfaiataria

A calça jeans é um dos poucos itens que eu acho que não dá pra improvisar. O modelo para gestantes é infinitamente mais confortável e adequado para as grávidas, por causa da faixa elástica no cós. Dá pra sobreviver com uma só (especialmente se o seu trabalho exige trajes mais formais), se não duas são suficientes. Para quem trabalha fora, a calça de alfaiataria é outro item que não dá pra dispensar.

jeans 6

Gosto bastante de calças skinny, emagrecem e alongam a silhueta. Esse modelo da GAP é bem confortável e tem esses “rasgos” que o tiram do lugar comum. Vale a pena procurar se você tiver a oportunidade de fazer o enxoval fora, já que tem GAP em qualquer lugar.

jeans7

Modelos com a boca mais larga também são garantia de acerto, esse é da A Pea in The Pod. Dá pra usar com qualquer tipo de sapato, olha que graça com essa sandália.

alfaiataria8 alfaiataria9

Boca larga (A Pea in The Pod) ou reta (BCBG), pra usar no trabalho.

4 – Camisetas mais compridas

Novamente, o conforto. Prefiro as peças que cobrem o bumbum, especialmente se a camiseta for daquelas mais justinhas. Não gosto de andar por aí com a barriga aparecendo, por isso o comprimento é tão importante. As marcas que têm linha para gestantes costumam ter mais variedade do que as comuns. Aqui no Brasil, acho que o melhor lugar pra comprar essas camisetinhas é a Hering, especialmente se forem regatas. Na Siberian também tem bastante variedade.

camiseta10

Tenho várias dessas. O decote em “V” valoriza o colo e acho que dá uma “emagrecida”, rs.

camiseta11

Decote “canoa” também fica ótimo! Só por um colarzão/anelão e uma sapatilha com algum detalhe e pronto!

5 – Vestidos soltinhos na parte de baixo

Pra não ficar parecendo um “saco”, gosto daqueles modelos com marcação logo abaixo do busto e mais soltinhos na parte de baixo. Prestando atenção a esse detalhe, a barriga pode crescer sem medo e você não fica com o mico de ter comprado um vestido só pra usar durante a fase do “barrigão”.

vestido11

Não é uma graça esse modelo em jeans da GAP?

vestido12

Modelos estilo “wrap” são super indicados, porque dá pra usar durante a fase de amamentação tb J. Esse também é da GAP.

Essas dicas levaram em conta especialmente o período da minha ultima gestação (o Dudu nasceu no verão), mas caso a barriga esteja maior no inverno, basta acrescentar um casaco, blazer ou jaqueta. Ah, e sempre vale lembrar a importância da terceira peça (um colete, uma echarpe, lenço), o que é ainda mais fácil de compor agora no outono-inverno! Caprichar nos acessórios (bijus, relógios, cintos) também é uma regra de ouro. Sem falar na maquiagem, né, que sempre nos salva.

Acho que a fase “grávida” é uma das mais especiais para uma mulher e por mais que por vezes ela nos traga alguns desconfortos (como a Mari já relatou tão bem por aqui, rs), vale a pena esse carinho conosco. Quem não gosta de se sentir bonita com um milagre a caminho?? Por isso, jamais deixem de se cuidar, pois autoestima em alta é importantíssimo (até porque na fase do pós parto é um pouco mais difícil de nos embelezarmos, rs)!

Beijos e até a próxima!

Neima

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.