Enxoval em Miami em um dia – Parte 1

Parece loucura, mas boa parte do enxoval do baby boy foi feito em Miami em um dia. Vou explicar para vocês como tudo aconteceu.

Quando fiz o enxoval da Nina, todos os itens caros e que seriam repassados para um próximo bebê foram comprados em cores neutras, pois eu sempre soube que queria mais um filho, mas não sabia qual seria o sexo. Então aquela parte mais cara e volumosa (carrinho, cadeirinha de carro, de alimentação, babá eletrônica, esterilizador, móbiles, tapete de atividades, etc) nós não teríamos que nos preocupar, porque será tudo repassado da Nina para o brother.

Sobravam então os itens de amamentação, alimentação, banho, cama e roupinhas, basicamente.

É fato também que o enxoval de um segundo filho é bem mais otimizado que o do primeiro. Para mim pelo menos foi. Você já sabe o que funcionou para a sua rotina (que não necessariamente funciona para o dia a dia da sua amiga que pode ser mãe de segunda, terceira, quarta viagem) e o que você sentiu falta quando teve o seu primeiro baby em casa. Tenho itens da Nina que não usei quase nunca e que para algumas mães é imprescindível, e outros que não comprei ou comprei em pouca quantidade e dessa vez trouxe estoque.

Para viabilizar essa viagem “fast”, a primeira providência foi pegar a lista de enxoval da Nina e manter só os itens que eu precisaria comprar, já considerando o que eu já tinha em casa. A lista foi reduzida drasticamente!!!! As três páginas iniciais se tornaram menos de uma página e meia.

Com base nessa lista eu concluí com meu marido que se tivesse que pagar passagem e hospedagem com o dólar do jeito que está (nas alturas), talvez não valesse a pena viajar para fazer enxoval dessa vez e eu poderia ir pedindo os itens mais caros para minha irmã ir trazendo aos poucos, já que ela é comissária.

Foi então que surgiu a oportunidade de ir viajar em condições especiais com minha irmã, só que somente com dois dias em Miami, ou melhor um dia e meio para comprar efetivamente. Decidi arriscar e foi tudo definido meio na correria e às vésperas da viagem. Fomos eu, minha mãe, minha irmã e uma amiga.

Como eu tinha pouco tempo, fui consultar minha amiga Miriam Wu, que presta serviço de consultoria e assessoria às mamães em Miami na empresa Tips For Mommy Concierge, para saber se seria vantajoso contratá-la para me ajudar. A Miriam além de uma querida é extremamente profissional (ganhou um milhão de pontos na admiração que eu já tinha por ela), me orientou super bem e me deu dicas valiosas.

A minha conclusão da nossa conversa foi que, mesmo você já sabendo bastante sobre esse universo materno e infantil, vale a pena sim contratar uma consultoria desse tipo, principalmente para o enxoval do primeiro bebê, já que os descontos que você tem em lojas específicas e a otimização do tempo, além de pagarem a consultoria, muitas vezes ainda geram economia adicional se você comparar os custos de fazer tudo sozinha. Se fizesse o enxoval da Nina hoje, certamente teria contratado a Miriam depois de entender melhor o seu trabalho.

Além disso, como ela faz todo um trabalho para entender o perfil de cada família, você corre um risco bem menor de fazer aquelas compras por impulso que não vai usar depois. Eu mesma acabei deixando de comprar alguns itens para o enxoval do baby boy que se não tivesse consultado a Miriam teria comprado.

Mas, infelizmente, como no fim das contas eu contatei a Mi super em cima da hora e tinha pouquíssimo tempo na cidade, não deu certo de nos encontrarmos para ela me acompanhar em parte das compras. Uma pena, pois eu tenho certeza que teria otimizado mais tempo e dinheiro ainda!!! Mas para as mamães que estão planejando o enxoval, vale a pena acessar o site da Tips For Mommy Concierge para conhecer melhor esse tipo de serviço.

Bom, chegando em Miami eu teria um dia e meio para comprar o enxoval, alguns itens para a Nina, ajudar minha mãe com algumas encomendas, e, SE desse tempo, comprar algumas míseras coisas para mim que não sou de ferro… hehehehehehehe.

Chegamos na segunda-feira por volta das 6 da manhã do horário de lá (3 horas de fuso). Já que tínhamos que esperar as lojas abrirem, tomamos um banho, descansamos um pouco e por volta das 10h30 fomos direto para o Dolphin Mall, um dos outlets da cidade que estava bem próximo do nosso hotel. Decidimos não alugar carro e fazer tudo de taxi, já que tínhamos pouco tempo e diversas opções de compras próximas do hotel. Se repetisse a aventura teria alugado um carro dessa vez, mais pelo conforto de não ter que ficar voltando para deixar as coisas no hotel, mas em questão de custo não fez muita diferença.

Lá no Dolphin a primeira parada foi a Carters. Eu não tive tempo de preparar a lista de quantidades de roupinhas para comprar, mas tinha uma boa ideia das compras erradas que tinha feito para a Nina. Aí vou confessar que vivendo há dois anos e meio nesse mundo cor de rosa tive dificuldades em começar a ter interesse pelas roupinhas masculinas…rsrsrsrs. Achava as coisas tão sem graça, tão azuis, cinzas, sem laços e babados… hahahahahahaha. Olhava para o lado e via aquela infinidade de vestidos, macacões, saias, laços, cores e mais cores e tive que me segurar para não querer vestir meu filho de saias… kkkkkkk.

Aí decidi ir pegando tudo que achasse bonitinho pelo menos, sem filtro mesmo. Depois que passei por todas as araras sentei no chão com minha irmã e minha mãe para separar os tamanhos, ver se tinha muita coisa, pouca coisa e fecharmos o que eu levaria. Enquanto eu pegava as coisas para o baby boy, minha irmã e minha mãe pegavam algumas coisas para a Nina porque já estão mais acostumadas.

IMG_2193

Eu e minha irmã selecionando roupinhas na Carters.

Na Carters já fechei o grande volume de roupinhas e de lá comprei mais algumas coisas entre roupas, meinhas que imitam sapatinhos, sapatinhos, toalhas de banho, mantas, sleepsacks, na Tommy, Hartstrings, Crocs, Burlington.

IMG_2213

Mami me agradando e me empurrando no carrinho do outlet para descansar o baby boy.

Do outlet deixamos as coisas no hotel e fui com minha mãe para a Babies R Us. Chegamos lá as 20h10 e a loja fechava as 21h. Gente, eu parecia aquelas doidas que ganham R$ 10.000 para gastar em cinco minutos. Fiquei impressionada em como comprei as coisas rápido! Antes das 21h eu já estava na fila do caixa somente sem ter comprado 04 itens que não encontrei, mas que também não eram prioridade e eu viveria tranquilamente sem.

É incrível como nesse enxoval tudo foi mais simples. Quando bati os olhos naquelas paredes inteiras de mamadeiras e chupetas fui direto no que queria, sem ficar naquela indecisão do que comprar, naquela dúvida do que significava aquele monte de números e códigos nas embalagens. Nossa, como a experiência ajuda nesses momentos!!!! Quando via aquelas novidades americanas que parecem ser o máximo já me decidia na hora também se aquilo era realmente útil na minha vida ou não. Fui passando em todos os corredores, peguei as coisas da lista e algumas coisas que não estavam na lista também, principalmente para a Nina.

IMG_2244

Minha princess não ficou de fora das compras e ganhou várias coisas fofas e lindas

No dia seguinte fomos no Wal Mart (comprei pouquíssimas coisas, mais bobeiras para a Nina), deixamos as coisas no hotel, de lá fomos para o shopping International Miami e passamos somente na Disney Store e na GAP para comprar coisas bem específicas que faltavam mais para minha mãe e para a Nina. Almoçamos e voltamos para o hotel para arrumar as malas com calma, descansar um pouco e ir embora.

IMG_2220

IMG_2222Tudo o que comprei coube tranquilamente em duas malas, uma bem grande e uma média. Não precisei usar extensor e nem aqueles sacos a vácuo que tinha levado de casa, mas tirei praticamente tudo das embalagens para ocupar menos espaço. Foi realmente uma compra otimizada, tanto que quando cheguei em casa meu marido disse que tinha achado que eu gastaria bem mais (devia ter comprado mais né? rsrsrsrsrs).

IMG_2223 IMG_2243

Comprei muita coisa linda e fofa! Já passou o preconceito inicial de que as roupas de meninos são sem graça… hahahahahahaha. Olhem cada sapatinho mais lindo!

IMG_2228Na volta eu fui selecionada com minha mãe para passarmos no raio X da imigração, mas graças a Deus não inspecionaram nossas malas e fomos para casa.

Então pessoal, essa foi a primeira parte dos posts sobre o enxoval do baby boy. Nos próximos conto para vocês o que comprei em cada loja, o que acho que vale a pena, as diferenças do enxoval da Nina para esse e essas diquinhas e experiências que adoramos trocar por aqui.

Espero que tenham gostado do post.

Beijos e bom final de semana! Mari

Deixe seu comentário

5 comentários

  1. Nina comentou:

    Adorei o post, Mari!

    Dei risada com as caras e bocas!

    beijo