Seja Bem Vinda Lari!!!

Meninas,

Estou super feliz por estar iniciando mais uma parceria para o blog. Nossa nova colunista, que irá passar a dividir esse cantinho com a gente é a Larissa Furlani. A Lari tem só 23 anos, mas uma história e uma maturidade que me surpreendeu. Ela é mãe da pequena Alissa, de 1 ano e 3 meses. Além disso, ela é psicóloga formada pela Universidade Federal Fluminense, e em seus textos, vai mostrar para nós questões super atuais, com o olhar de uma mãe e de uma profissional.

Fiquei encantada pelos textos que a Lari me mandou e achei que valeria muito a pena mais essa colaboração para enriquecer mais ainda a nossa vida materna.

Espero de coração que vocês gostem de mais essa amiga!!!!!

E meninas, eu não vou deixar de escrever não viu…rs. Estou preparando posts com muito amor para publicar durante essa semana para vocês. Agora, deixo vocês com a Lari.

Lari2

Essa é a Lari e sua pequena Alissa. Créditos da foto: Tayrine e Gotardo Fotografia

Olá mamis!

É com muito muito prazer que me apresento e conto um pouco da minha história pra vocês! Em primeiro lugar quero agradecer à Mari por ceder um pouco do espacinho dela para que eu fale. Adoro esse blog e estou muito feliz de agora fazer parte dele!

Meu nome é Larissa, tenho 23 anos, sou mãe da Alissa, de 1 ano e 3 meses e psicóloga formada pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Eu nasci e cresci em Muriaé, cidade que fica no interior de Minas. Tudo na minha vida aconteceu muito cedo, em 2007, com 17 anos, passei no vestibular de psicologia na UFF e fui morar em Rio das Ostras, litoral do Rio. Em 2009 conheci o Wagner, o pai da Alissa, e com 1 ano e meio de namoro ficamos noivos e fomos morar juntos em Macaé. No final de 2011 descobri bem por acaso que estava grávida, foi um susto muito grande, eu estava no final da faculdade e tinha 21 anos, porém eu, Wagner e toda nossa família ficamos muuuuito felizes.

Queríamos nos casar assim que eu me formasse, porém decidimos antecipar devido a chegada da Alissa, e em abril de 2012 nos casamos em uma cerimônia linda e uma festa maravilhosa no sítio da minha avó.

Tive uma gravidez muito tranquila, nos mudamos para um apartamento maior, onde eu pude montar um quartinho lindo, do jeito que sempre sonhei para a minha princesa, e em agosto de 2012 ela nasceu. Eu e Wagner não temos família em Macaé, só podíamos contar com amigos muito queridos que sempre nos ajudaram muito. Cuidávamos da Alissa sozinhos, e eu tinha que conciliar tudo com o final da faculdade e os cuidados com a casa, já que só tinha uma diarista 2 vezes por semana.

Foi muito desgastante, e com tanta mudança junto, aliada a outros problemas, meu casamento entrou em crise e não resistiu. Foi um momento muito difícil e doloroso! Eu não estava preparada pra ser mãe sozinha e para viver longe do homem que eu tanto amava, porém, algo havia se quebrado.

Terminei a faculdade e decidi voltar com Alissa, com então 7 meses, para a casa dos meus pais, que hoje moram numa cidade muito pequena do lado de Muriaé, onde recebemos todo o carinho e apoio que precisávamos. Tive que começar do zero, fazer novos amigos, me adaptar a uma vida completamente diferente, e tudo é muito mais difícil quando se tem uma criaturinha completamente dependente de você.

Não é fácil ser mãe solteira. Porém, aprendi que tudo pode ser amenizado. Além de estarmos separados, eu e o pai da Alissa moramos em cidades, estados diferentes, mas sempre entendemos que o que acabou foi o nosso casamento, possuímos um vínculo eterno e continuamos sendo parceiros na criação dela. Fazemos o possível para atenuar a distância e o pai participar da vida dela.

Além disso, aprendi a aceitar a ajuda das pessoas, principalmente da minha família. Não dá pra ser mãe sozinha e fazer tudo sozinha, lógico que a responsabilidade maior é nossa e sempre será, mas dá para criar uma equipe, desde que a mãe se coloque como capitã.

Aos poucos fui aceitando minha nova realidade, fazendo novos planos, conhecendo novas pessoas, e hoje posso dizer que é possível sim refazer a vida, ser feliz novamente, ter uma boa relação com o ex, e principalmente, que uma família não precisa ser estruturada dentro dos moldes tradicionais para ser feliz!

Agora que estarei aqui escrevendo pra vocês de vez em quando, farei um post falando um pouco sobre a influência da separação dos pais no desenvolvimento da criança, o que acham?

Lari1

Aqui é a Alissa com papai e mamãe em seu aniversário de 1 aninho. Coisa fofa gente!!!!

Créditos da foto: Tayrine e Gotardo Fotografia

E então, gostaram da história da Lari? Tenho certeza que ela irá agregar muito por aqui.

Beijos – Mari

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

20 comentários

  1. Já te conheço a algum tempo mas não conhecia a sua história..parabéns pela superação e a forma como encarou essas pedras no caminho. Não conhecia o blog mas a partir de hoje vou começar acompanhar..Bjão

    1. Larissa comentou:

      Que bom ter você aqui Re! Obrigada! E continue acompanhando o blog sim, a Mari dá ótimas dicas e na minha coluna ainda virá muita coisa bacana! Beijos

  2. Elaine Melo comentou:

    Parabéns, por essa nova etapa da sua vida Larissa, a vida as vezes faz com que nos amadurecemos antes do que esperávamos, mas como já diz o ditado Deus da o frio conforme o cobertor..E vc tem sido guerreira , e tem uma família abençoada a qual tbm me fortaleço a cada nova etapa da minha vida…Que Deus te abençoe e que você e sua linda princesa sejam cumplices na felicidade que Ele tem reservadas pra você!!! Parabéns !!!!

    1. Larissa comentou:

      Muito obrigada Elaine! Realmente a nossa família é muito abençoada!

  3. CRISTIANE PEREIRA comentou:

    NOSSA FICO OLHANDO SUA HISTÓRIA,MUITO PARECIDA COM A MINHA,SEI QUE É DIFICIL REFAZER A VIDA E COMEÇAR DO ZERO,MAS NÃO É IMPOSSIVEL.ADMIRO PESSOAS ASSIM COMO VC.GOSTEI MUITO E ME VI EM VC MAS CLARO QUE TEM ALGUMAS REALIDADES DIFERENTES.VOU CONTINUAR LENDO OK?

    1. Larissa comentou:

      É difícil mesmo né Cristiane, mas somos muito mais fortes que imaginamos! Que bom que gostou e que vai continuar lendo! Beijos

  4. Cláudia de Paula Bouzada Furlani comentou:

    Sua história é triste mas também é linda! Tem uma compensação maravilhosa que é a Alissa. Criaturinha doce e iluminada!
    Sabe filha, eu tenho certeza que você será muito feliz! Tenho certeza que o Paizão lá do Céu, que é perfeito não deixará uma filha tão especial quanto você ficar infeliz.
    Muito orgulho de você!

  5. Sua história é triste mas também é linda! Alissa é a grande compensação! Tenho certeza que o Paizão lá de cima não vai deixar uma filha tão especial quanto você infeliz.
    Sabe filha, me orgulho muito de você por tudo, mas em especial pela mãe maravilhosa que você é.
    Sucesso!

    1. Larissa comentou:

      Muito obrigada, por tudo! Sem você seria muito mais difícil!!

  6. Juçara Furlani comentou:

    Querida Larissa, vc é abençoada por Deus e ele a presenteou com a Alissa!! Vc é forte e guerreira…. vi de perto como foi tudo isso…mas vc superou!! Saiba que pode contar sempre comigo “prima”. Não conhecia esse blog, mas a partir de hoje serei leitora dele!!! beijosss

    1. Larissa comentou:

      Que bom ter você aqui Ju! Muito, muito obrigada!!

  7. Cristiane Bouzada comentou:

    Larissa,
    Parabéns pela coluna. Certamente sua experiência como mãe, seu conhecimento profissional e sua sensibilidade feminina trarão valiosas contribuições às leitoras deste blog. E a partir de agora, me tornarei uma delas.
    Beijos! Tia Cris

    1. Larissa comentou:

      Que coisa boa tia! Muito obrigada, principalmente por acreditar em mim!

  8. Kamila Farhat comentou:

    Que amadurecimento com 23 anos ! Parabens pela historia de vida.
    Uma coisa que vc disse e q venho pensando ultimamente : aceitar a ajuda ! As vezes temos sim q desmontar a fantasia de Mulher Maravilha e mostrar q nem sempre dá pra dar conta de tudo. Ser mãe eh maravilhoso, me sinto abençoada , mas o ditado é sabio : padecer no paraíso !

    1. larissa comentou:

      obrigada Kamila! a gente precisa aceitar que não dá pra fazer tudo sozinha né, Mulher Maravilha não existe né, embora acredito que somos verdadeiras heroínas :)

  9. Sarah Gutterres comentou:

    Uma verdadeira história !!! Parabéns pela garra e maturidade,que Deus possa te abençoar nessa jornada. Estou grávida de 15 semanas(completo amanhã) e leio e releio todos os post da Mari, me ajudam muito com algumas dúvidas e tenho visto com a rotina dela como posso fazer com o meu Baby.Adorei o seu post e eu tenho certeza que todas que acompanham o blog gostaram de vc.
    Seja bem vinda Lari !!!
    Beijo ^.^

    1. Ah, e parabéns pelo baby!!!!! Que sua gestação seja muito tranquila e saudável :)

    2. larissa comentou:

      muito obrigada Sarah! e parabéns pelo baby!!

  10. vulgo peter comentou:

    É realmente incrível como a vida nos surpreende, outro dia a larissa era um menina meiga, frágil e doce, (com que fui apaixonado e guardo com carinho as boas lembranças). hoje fala com a propiedade de um mulher madura e Com uma grande bagagem profissional e pessoal. Que a doce presença da pequena alissa seja sinônimo de força, vigor, exemplo e alegria. Parabéns! !!!