Categorias:Bebês e Crianças  • Higiene  • Mami Indica  • Produtos  • Produtos  • Saúde

Alternativas Baratas para Cuidar de Bebês e Crianças

•  por  •  postado em

Quando eu fiz o enxoval da Nina, o dólar ainda tinha uma taxa de conversão boa, e eu comprei muita coisa, para zilhões de finalidades diferentes, para cuidar da pequena. E desde que me tornei mãe, vejo que a variedade de produtos e as novidades, no que se refere a cuidados de bebês e crianças, surgem sem parar, mas, nem sempre, todo mundo tem acesso a isso. Além disso, alguns itens não são fáceis de encontrar, quando procuramos aqui no Brasil. Existem muitas lojas e sites de produtos importados, mas tudo acaba custando caro, em função do câmbio atual.

Então, hoje vou fazer um post com algumas alternativas baratas para produtos que, hoje em dia, são super comentados, mas nem sempre encontramos facilmente. Outros são encontrados em qualquer farmácia, mas existem alternativas mais em conta também.

São como alternativas das “Organizações Tabajara” hahahahahahaha.

Bolsa de Água Quente –> Alternativa Tabajara: Fraldinha de Pano Passada com Ferro

BolsaTermicaMMAqui em casa não tivemos problemas traumáticos com cólicas, mas uma dorzinha de barriga aqui, gases ali, rolavam com certa frequência, principalmente no primeiro trimestre de vida. Sempre funcionou encontrar uma posição em que o Luli e a Nina se sentissem mais confortáveis, normalmente de barriga para baixo, com a palma da minha mão na barriguinha, fazendo uma leve pressão, esperar eles se acalmarem, e aí colocar a bolsinha de água quente na barriga. Inúmeras sonecas e sonos noturnos aconteceram com eles de bruços, com a barriga em cima da bolsinha.

Mas, se você não tem uma bolsinha assim, a alternativa Tabajara é passar uma fraldinha de pano com o ferro bem quente e colocar, inicialmente, por cima do macacão, depois por cima do Body e, quando já estiver em uma temperatura bem morninha, direto na pele. Ela vai esfriar mais rápido que a bolsa de água quente, tem o inconveniente de ir colocando cada vez mais próximo da pele, para o calor fazer efeito, mas funciona! Em casa eu nunca usei desse artifício, mas já precisei usar em passeios, na casa de parentes, porque nunca andei com uma bolsa de água quente na bolsa, e a dor de barriga surgiu de surpresa.

Creme para Tratamento de Assaduras –> Alternativa Tabajara: Secador de Cabelo e Amido de Milho

DesitinO Luli nunca teve uma assadura que precisasse de alguma medida adicional, além de uma camada extra de creme preventivo. Já a Nina, com uns 10 meses, teve um diarreia feia e o bumbum ficou super assado. Durante um dia, a cada troca de fralda, eu lavava o bumbum com água morna e sabão neutro, secava com o ar frio do secador, e dá-lhe amido de milho. Se a assadura não for daquelas super hiper mega powers, essa solução é do tempo da carochinha e super eficiente! Nos casos em que o negócio é mais intenso, é melhor falar com o pediatra, pois pode ser necessário até cremes com substâncias específicas para cicatrizar a pele.

Lencinhos Umedecidos –> Alternativa Tabajara: Higiapele com água

Lenço

Se tem um produto para bebê caro, esse produto é o lencinho umedecido. Ok, eles são super práticos e eu não vivo sem! Aliás, meu marido faz estoque que daria para ter mais uns 3 bebês em casa, mas eles continuam sendo caros. Aí, uma alternativa que limpa super bem, e deixa um cheirinho agradável, o que só a água morna não faz, é o Higiapele. Só que usar ele puro, sairá tão caro quanto os lencinhos. A solução então, é a dica da Katia Ouang, do Blog Minhas Dikas, de dissolver o conteúdo do frasco em água. Eu uso a proporção de 1,5 L de água para um frasco de Higiapele. Dura uma eternidade e tira todo aquele cocô amarelo que tinge a pele dos bebês.

Esterilizadores de Mamadeiras –> Alternativa Tabajara: Panela, água e fogão

Esterilizador

Eu acho o esterilizador de mamadeiras um produto super prático, principalmente para mim, que tenho a cabeça meio avoada, faço mil coisas ao mesmo tempo, e aí não preciso me preocupar com a hora de tirar os utensílios do esterilizador. Porém, para quem não quer investir em um produto desses, é só ferver as mamadeiras, bicos, chupetas e utensílios em uma panela com água fervente. O inconveniente é que, se você for como eu, pode derreter tudo logo na primeira esterilizada, como já fiz nas vezes que usei dessa alternativa. Mas se você for mais atenta, funciona!

Tapa Sol –> Alternativa Tabajara: Fraldão de Pano

TapaSol

Olha, eu não sei vocês, mas se tem um negócio que me irrita, são esses tapa sol de carro. Essas ventosas perdem o poder de fixação com o tempo, sempre tem um pedaço do vidro que não está protegido, e é bem por ele que entram todos os raios solares do universo, que fazem a criança ficar com os olhos espremidos. Além disso, a criança fica puxando o treco e acaba rasgando (aqui já rasgaram quatro), o negócio enrosca quando você aperta o botão para a cortininha subir… enfim, acho esse item bem desnecessário e uma alternativa que Ok, não fica aquela lindeza e nem um pouco lúdico, é um fraldão de pano preso no vidro. Acho absurdamente mais eficiente!

Lenços para Nariz –> Alternativa Tabajara: Lenço Umedecido para Recém Nascido

BoogieWipes

Eu simplesmente AMO esse produto! Sabe quando o bebê acorda com o nariz congestionado, cheio de catarro duro no bigode? Você passa esse lencinho, que é umedecido com soro fisiológico, e a meleca dissolve e limpa muito fácil! Além disso, em períodos de gripes e resfriados, ele não machuca a pele do narizinho, super delicada, como os lencinhos de papel. Só que o problema é que ele só é vendido nos gringos, e para comprar aqui custa caro. Sempre que sei de alguém que vai viajar eu peço um estoque, mas ainda assim não tem saído muito em conta não. A parte boa é que tem uma solução tabajara!!!! Os lencinhos umedecidos para recém nascido (eu uso os da johnsons), que são sem perfume!!! Nunca usei com o Luli bebezico, mas com uns seis meses eu já usava com alternativa e funciona bem.

Baby Bath Soothing Vapor –> Alternativa Tabajara: Vick Vaporub

Baby Bath

Esse é mais um produto que eu AMO, AMO, AMO para aliviar sintomas de gripes e resfriados. É uma espuma com fragrância de eucalipto para colocar na água da banheira. Você fecha os vidros e porta do banheiro, coloca na água quentinha e o ambiente fica como uma sauna. Aqui é muito eficiente para descongestionar as crianças e até eu uso quando estou resfriada, colocando em um potinho com água quente na prateleira de shampoos, enquanto tomo banho.

No Brasil ele não é vendido, em função da burocracia da ANVISA, pois ele teria que ser registrado como medicamento, mas uma alternativa é usar o unguento de Vick nos azulejos do banheiro, ou um pouco dissolvido em água quente na água da banheira também. Vai ter o mesmo efeito do cheiro de eucalipto e fazer do banheiro uma “sauninha”. Eu não levo o Baby Bath para viagens, mas um potinho de vick eu sempre tenho e já usei como alternativa.

E vocês, têm alguma dica de soluções tabajara também? Compartilhem com a gente!!!

Beijos – Mari

CPF e RG para Bebês e Crianças

•  por  •  postado em

Já faz um tempão, que eu me lembre, o Luli ainda nem tinha nascido, e postei uma foto de uma mochila da Nina para algum passeio ou viagem. Nessa mochila tinha a certidão de nascimento dela, e choveram comentários me alertando sobre a importância de eu tirar o RG da pequena o mais rápido possível. O principal alerta era sobre a “facilidade” da criança ser localizada no caso, Deus nos livre, de um sequestro.

Além da questão de segurança, se antes de emitir o RG, o CPF for providenciado, a identidade já terá impresso o número de identificação, que valerá para assuntos ligados à Receita Federal. Outra vantagem do RG é facilitar a abertura de uma poupança no banco para as crianças. Aliás, estamos com uma lata com muitas moedas aqui que precisamos depositar em uma poupança para a Nina.

Bom, tomando conhecimento dessas informações, quando o Luli ainda era bem pitiquinho, meu marido, que é quem cuida dessas “burocracias” aqui em casa, levou as crianças para tirar o CPF e o RG e hoje vou dar as dicas de como fazer isso.

DSC_0923Não aguento essa micro digital do Luli e o sorriso super natural da Nina rsrsrsrsrsrs

CPF

O CPF pode ser inscrito em entidades conveniadas – Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios – com um custo de R$ 7,00. Uma dica importante é que a agência não pode ser franqueada.

Os documentos necessários são a certidão de nascimento e um documento de identificação do solicitante, com foto. A criança não precisa comparecer e, ao final do atendimento, o número já é gerado. É bem simples.

No site da Receita Federal tem uma lista com perguntas e respostas bem simples de navegar.

RG

Diferente do CPF, para emitir o RG o menor deve estar presente com um dos pais ou responsável legal. Ele pode ser tirado em algumas unidades da Polícia Civil, ou no Poupatempo, no estado de São Paulo. Nós utilizamos a unidade da Política Civil da Assembleia Legislativa, próxima ao Parque do Ibirapuera, em SP, e foi bem tranquilo.

Os documentos necessários são os seguintes:

Documentos dos Pais ou Responsável Legal: documento de identificação (original ou cópia).

Documentos da criança: certidão de nascimento e o número do CPF, se já tiver feito a inscrição.

O serviço de emissão do RG não tem taxa, apenas o custo de R$ 9,09 do envio pelos correios, para o estado de São Paulo, que é opcional.

Se o envio pelos correios não for realizado, a retirada deve ser feita no local onde o RG foi solicitado. Se tiver o protocolo, qualquer pessoa pode retirar, se não, somente os pais ou responsável legal.

A foto do RG é feita no posto de atendimento mesmo.Como as digitais ainda não estão totalmente definidas, apenas as impressões digitais dos dedões são documentadas na carteira de crianças de até cinco anos. No espaço para a assinatura, a identidade traz o aviso “não alfabetizado”.
Essas e outras informações, sobre o RG, estão disponíveis no site do Poupatempo.
Beijos – Mari

Férias no Santa Clara Eco Resort – Dourado

•  por  •  postado em

Quem me acompanha no Instagram (@blog_mamiemais) e no facebook, sabe o perrengue que passamos nessas férias.

Nós e mais dois casais de amigos, com dois filhos cada um, pagamos uma viagem à vista para o Rio Quente Resorts, para a Poker Viagens / Morumbi Viagens, dirigida pelo Mariel Macedo. O Mariel nos foi recomendado por uma amiga super querida, que já havia viajado com ele, e que conhecia um batalhão de gente que já viajou com ele também. Não existia histórico de problemas anteriores e confiamos. Ou seja, não foi alguém que encontramos “no escuro”.

Em resumo, a viagem não aconteceu. Embarcaríamos no domingo, dia 07/08 e, na sexta-feira, dia 05/08, recebemos um e-mail comunicando que a viagem não seria realizada. Depois disso descobrimos que, recentemente, surgiram problemas desse tipo com outras pessoas. No fim, ele deve ter quebrado com a crise e saiu fechando pacotes que não foram cumpridos com um batalhão de gente!

Foi muito frustrante, triste, uma decepção gigante. Além do prejuízo financeiro, que estamos avaliando a possibilidade de reverter, teve toda uma programação de férias de pessoas que trabalham duro, que não podem ficar reagendando férias na hora que quiserem, a expectativa de crianças por um passeio que não aconteceria mais, a semana corrida preparando malas e tudo mais que seria necessário para passarmos uma semana feliz.

No fim das contas, o destino “miou”, mas passamos uma semana feliz do mesmo jeito. Logo que recebemos a triste notícia, minhas amigas, Larissa e Neima, já trataram de começar a buscar uma outra alternativa para não perdermos nossas férias, e o destino escolhido foi o Santa Clara Eco Resort, que eu já conhecia e tinha adorado, mas as meninas ainda não e tinham vontade de ir também.

Em dezembro do ano passado, quando estive por lá, pela primeira vez, fiz um post mostrando e contando vários detalhes sobre o hotel. Aconselho então, que você leia esse post primeiro, e aí volte para este aqui, pois só irei complementar algumas informações ok?

Diferente de quando estivemos por lá, em dezembro de 2015, dessa vez estava mais frio. Até fazia sol durante o dia, mas ventava muito, então, só foi possível aproveitar as piscinas externas um dia, dos cinco que estivemos por lá. A notícia boa é que, ainda assim, não faltaram atividades e diversão. E não podendo aproveitar as piscinas externas, conseguimos curtir bastante a piscina coberta aquecida.

IMG_5325

Também diferente da nossa primeira estadia, a Nina não quis ficar com a recreação de jeito nenhum. Ela estava travada, um grude em mim, depois descobri o motivo (assunto para outro post), mas não tem nada a ver com o hotel. Mesmo assim, ela ainda se divertiu muito! Uma das poucas atividades que ela fez com a monitoria, que continua sendo muito bacana, foi a pintura com tinta ao ar livre. O Luli também participou e, me atrevo a dizer que, foi o que mais aproveitou…rs.

CSC_0787 CSC_0913 CSC_0914 CSC_0915

O Luli também aproveitou de mais! O local que passamos mais tempo, dessa vez, foi a brinquedoteca, por ser um lugar fechado, as crianças não estarem 100% (Nina teve dor de ouvido, Luli teve febre…), e ter uma variedade de opções para brincar enorme! No primeiro post sobre o hotel tem mais imagens, mas não tinha tirado fotos do espaço abaixo, que é super apropriado para os menorzinhos, com um circuito todo acolchoado. O Luli adorou!

CSC_0900 CSC_0613 CSC_0903 IMG_5157

Luleco e “ozamigo” na cama elástica

Também deu para aproveitar o parquinho, quando o vento deu uma trégua.

IMG_5248

Dessa vez também curtimos mais a Fazendinha e visitamos a Horta Orgânica, onde são plantadas muitas das verduras, legumes e temperos que consumimos nas refeições. Além disso, é possível fazer a feira e levar um monte de coisa colhida na hora para casa. Esse é um diferencial super bacana do hotel.

DSC_0829

IMG_5227 CSC_0688 DSC_0686 DSC_0679 DSC_0681

Além da mega tirolesa, que já havíamos conhecido na primeira estadia, a Nina andou a cavalo com o papai, que também fez arco e flecha e rapel na cachoeira. Crianças a partir de quatro anos podem ir na tirolesa com adultos. Elas são presas junto com o adulto, e o percurso é longo e lindo! Aquele friozinho na barriga que dá vontade de sentir de novo. A Nina curtiu muito.

CSC_0909 Para chegar até a tirolesa, tem uma trilha de mais ou menos 1 km a céu aberto. Então, é bom ir com roupas frescas, passar protetor e, principalmente, repelente. Tomei umas picadas de borrachudo que me renderam uma alergia horrível! IMG_5203

E para quem quer acompanhar a tirolesa, mas não tem coragem de enfrentar a aventura, tem uma tenda que fica sempre montada por lá. A Tia Lari, que não é muito aventureira, ficou com os bebês enquanto aproveitávamos. Nessa foto já tínhamos voltado e estávamos esperando a Lari, que foi conhecer uma cachoeira.

IMG_5190 CSC_0894 DSC_0815E para a mulherada, o ponto alto é o Spa Loccitane. Em dezembro, ele estava na fase final da construção, e não pude conhecer. Mas dessa vez desfrutei diariamente! Ficamos hospedados na Suíte Santa Clara, que dá acesso livre à hidromassagem, piscina e sauna do SPA, de segunda a sexta-feira. Caso contrário, é cobrada uma diária de R$ 45,00. Todos os dias, no final do dia, os papais ficavam com as crianças e as mamães foram curtir uma hidro, acompanhada de champanhe, conversas, risadas e histórias. No último dia, eu e a Lari aproveitamos dos tratamentos pagos a parte. Eu fiz uma esfoliação corporal e a Lari uma massagem relaxante. Valeu muito a pena!

Ah, também foi inaugurada uma academia, ao lado do Spa, mas nem entramos… rsrsrsrsrsrs.

DSC_0841 DSC_0837 IMG_5168Em relação à alimentação, dessa vez o Luli já estava fazendo todas as refeições e acabou estreando um cardápio amplo por lá…rs. Mas falando especificamente sobre alimentação dos menorzinhos, eu considero que não falta nada! Todos os dias são preparadas duas opções de sopas, de frango ou carne, e você pode pedir a qualquer hora do dia, escolhendo a consistência. Eu ofereci em um jantar para o Luli, mas não foi o que ele mais curtiu, porque tem pouquíssimo sal e ele já come uma comida mais temperadinha, mais próxima da nossa mesmo.

E aí não faltaram opções. No café da manhã tinha variedade de frutas, pães e bolos caseiros, queijo branco, ovinho mexido, suco natural, enfim, tudo que o Luli gosta e come. A tarde, tinha um chá da tarde, que era uma versão resumida do café da manhã, com o adicional de crepes suíços.

No almoço e no jantar sempre tinha arroz (branco, integral, sete grãos, com amêndoas…), feijão (carioca e uns mais turbinados com legumes, bacon, paio), legumes refogados e cozidos, carne, frango, peixe, verduras cruas e refogadas. A noite sempre tinha um creminho batido, que era possível complementar com as outras opções do buffet. Além da melancia e do abacaxi de sobremesa e dos sucos naturais, com opções com e sem açúcar.

A única coisa que demanda uma organização são os horários, pois o almoço inicia às 12h30 e o jantar às 19h30, um horário meio tarde para bebês, na minha opinião. Porém, como o Luli acabou acordando mais tarde todos os dias e, muitos dias, dormiu na hora do almoço, deu para nos adaptarmos bem. Eu também levei duas marmitinhas congeladas de casa, e ofereci em dois jantares, mais cedo.

CSC_0907

Fora isso, acho legal citar que o hotel tem uma estrutura excelente para bebês, com trocadores espalhados por todo o hotel, o que não faz necessário ficar voltando para o quarto a todo momento, vestiário com banheira nas piscinas e, principalmente, funcionários super solícitos para atender necessidades diversas.

E para finalizar, mais algumas imagens do hotel, cheio de verde e área livre para as crianças correrem e engatinharem à vontade!!!

DSC_0833 DSC_0835 DSC_0846 DSC_0850 DSC_0860 DSC_0861 DSC_0867 IMG_5318Se ficar alguma dúvida das informações desse post e do que publiquei em Dezembro do ano passado, é só deixar nos comentários.

Beijos – Mari