Categorias:A Gestação  • Maternidade

A importância do pré natal odontológico

•  por  •  postado em

Pré natal odontológico, você já fez o seu?

Quando engravidei da Nina, eu não tinha a menor noção da importância de um pré natal odontológico. Fui descobrir que é um acompanhamento super indicado só quando a levei pela primeira fez ao odontopediatra.

E devido à importância, a odontopediatra das crianças, Dra. Thelma Parada – @dentistadecrianca, nos trouxe informações sobre o assunto. Leiam e compartilhem, pois não é um assunto muito disseminado no mundo materno.

Beijos – Mari

Imagem Karim Scharf

“O pré natal odontológico é uma forma de cuidar da saúde bucal e geral do bebê através da mamãe!

Algumas pesquisas científicas apontaram para bebês prematuros e com baixo peso em mães que apresentaram saúde bucal insuficiente durante a gestação!

Para um bebê nascer saudável, é fundamental que a mamãe também esteja bem…inclusive dentes e gengivas…

Por muito tempo acreditou-se (e muitas pessoas ainda acreditam) que a mulher grávida não poderia fazer tratamento odontológico (anestesia, radiografias, restaurações, cirurgias..) e hoje sabe-se que isso não é verdade!

Desde que necessário, bem indicado e realizado por competentes profissionais o tratamento odontológico da gestante DEVE ser realizado!

Isso porque os microorganismos presentes (em situações de lesão cariosa, gengivite e doença periodontal…) bem como os mediadores químicos liberados pelo organismo para combater as infecções, são extremamente prejudiciais ao desenvolvimento do feto!

Além disso, devemos salientar que o primeiro contato do bebê ao nascer é com a mãe, e as bactérias existentes na cavidade bucal dela poderão ser transmitidas para a boquinha recém-nascida, e quanto menos bactérias houver e quanto menos agressivas forem, melhor será para o seu filho!

Portanto, você já procurou o dentista? Já realizou o seu Pré-Natal odontológico ?

Beijinhos sem cáries
Thelma Parada”

Categorias:Decoração  • Faça você Mesma  • Festas

Mami e Mais Decora e Panela de Duas em “O Bom Dinossauro”

•  por  •  postado em

Quer organizar sua comemoração sem correr o risco de esquecer de detalhes importantes? Conheça o Plano de Festas da Vida Festeira!

No início de fevereiro aconteceu um momento marcante para mim. Realizei junto com a Neima, nossa colunista, o primeiro evento do Mami e Mais Decora em parceria com a Panela de Duaspara comemorar os dois anos do Pedro. O tema foi “O Bom Dinossauro”. Fomos nos encantando com o Arlo e o Spot durante a busca de inspirações, pesquisas e definição do projeto. A festa foi pequena, somente para familiares, e fizemos tudo com muito carinho, como se fosse para nossos filhos. O resultado vocês conferem aqui.

Mesa Principal

A proposta da mesa principal era remeter a uma floresta, com referências de cenas do filme e elementos que nos fizessem reviver a história. Usamos uma toalha de juta para cobrir a mesa e muita folhagem artificial e natural para fazer a ambientação.

A paleta de cores escolhida foi laranja, verde e azul. Boa parte das referências que vimos utilizava as cores verde e azul somente, mas achamos que o laranja deu uma alegria a mais.

As peças que compuseram a mesa foram da Pop Mobile (https://www.facebook.com/popmobilelocacao/) e do nosso acervo pessoal, as pelúcias e miniaturas compradas pelo Mercado Livre, (http://www.mercadolivre.com.br/), o cordão de luz encontrado em uma lojinha na Elo 7,(https://www.elo7.com.br/), os balões da Balão Cultura (http://www.balaocultura.com.br/), além de muito trabalho manual feito por mim e pela Neima.


Detalhes

Para o painel que estava atrás da mesa, fizemos uma composição de molduras com uma foto do aniversariante e duas imagens do filme. Em uma delas imprimimos a frase “Enquanto puder ver o rio, você acha a sua casa” que é uma frase dita pelo pai do Bom Dinossauro no filme, que remete muito à moral da história. A bandeirola foi feita com tecido e letras de EVA.

A proposta do bolo era algo mais rústico e foi da Bia Prado, com massa de chocolate e recheio de brigadeiro belga e brigadeiro branco com nozes. Estava incrível!

Amêndoas eram os ovos de dinossauros.

Os lindos e deliciosos biscoitos decorados eram da Bibbidi Biscoitos. Fizemos uma farofa de biscoito maizena para simular a terra dos biscoitos em formato de ovos de dinossauro.

Os docinhos foram da Marmel Brigadeiros (brigadeiro tradicional, frutas vermelhas, leite ninho e churros). Deliciosos e com um custo vs benefício excelente!


Comidinhas para as crianças

Marca registrada nas nossas festas, as comidinhas de fácil acesso para as crianças foram montadas em caixotes de madeira e um balde de silicone. Colocamos frutas frescas, sucos de 300 ml, canudos, copos e brigadeiros, para ninguém passar vontade antes dos parabéns :-)

Mesa dos convidados

O tempo estava bem agradável e montamos uma mesa única do lado de fora do salão, com descartáveis personalizados e nas cores do tema, balões e vasos de vidro compondo um cenário de floresta com dinossauros.

Comidinhas

A proposta da Panela de Duas é oferecer comidinhas mais saudáveis para festas infantis, fugindo do paradigma de que festa de criança tem que ser associada com muita fritura e salgadinhos. Tudo é feito com ingredientes frescos e temperos caseiros, e o cardápio foi sucesso nesse evento!

Servimos sanduíche de carne louca no pão francês, milho cozido com manteiga, hot dog com molho de tomate caseiro e pão caseiro encomendado na padaria, cuscuz marroquino com legumes, tortinhas de frango com massa de aveia, pene com molho de tomate e almôndegas de carne e aveia caseiras, gelatina de limão.


Disponibilizamos as comidinhas em uma mesa lateral e, durante a festa, nossas ajudantes também passaram servindo os convidados.

Bebidas

Servimos três opções de sucos (100% suco, a Panela de Duas não trabalha com nectar)  uva, limão, e abacaxi com hortelã, água, e água aromatizada com limão siciliano, carambola e hortelã (deliciosa!). As garrafinhas de água decoradas e as garrafinhas de vidro foram sucesso entre crianças e adultos!


 

Trabalhar com festas é trabalhar com sonhos, e esse dia foi muito especial. Ver a alegria do aniversariante e a emoção dos pais e avós quando chegaram ao salão é algo que não tem preço!

Para quem quiser informações e orçamentos para festas é só mandar um e-mail para paneladeduas@gmail.com

Beijos – Mari

Categorias:A Rotina  • As Delícias  • As Dificuldades  • Maternidade

Trabalhar em Home Office

•  por  •  postado em

Há uma semana estou trabalhando em home office e vou contar para vocês minhas primeiras impressões dessa nova e louca rotina…rs.

Imagem pixabay

Quando decidi deixar meu emprego e empreender na Panela de Duas, não tive a ilusão de que teria mais tempo disponível, mesmo porque, tenho amigas que não trabalham fora há um tempo, e sempre achei que eu tinha muito mais tempo pra mim do que elas…rs. Mas eu esperava que teria mais flexibilidade de tempo, que teria a oportunidade de fazer coisas que, até então, não podia fazer por ter o compromisso de estar no escritório por 8 horas diárias, no mínimo.

Fato, a semana que passou me deu essa flexibilidade que tanto esperava (e espero que continue assim!!!). Em plena sexta-feira pude passar uma manhã com meus filhos e amigas em uma casa de chá, a noite levar a Nina e uma amiguinha para passearem, resolvi rapidamente algumas coisas em duas horas “livres” que tive durante a tarde, e respondi alguns e-mails a noite.

Só que flexibilidade não é tempo livre e muito menos fazer tudo que eu gostaria, no dia e na hora que eu gostaria, já que tenho compromissos a cumprir. Além disso, a possibilidade dessa sexta-feira atípica, me custou uma semana inteira de trabalho até as 23h – 00h de segunda a quinta-feira. Ou seja, não significa que trabalhei menos, muito pelo contrário, foi uma semana de volume de trabalho, como há muito tempo no escritório eu não tinha, mas com a possibilidade de gerenciar os meus horários para realizar minhas atividades. E isso foi sensacional!

E aí entra mais um ponto, que é a necessidade de muita disciplina, foco, planejamento e organização. Eu não senti o problema, que muita gente que faz home office relata, das tentações que temos em casa – TV, cama, geladeira… mas percebi que se não planejar e organizar o meu dia, as tarefas de casa, os cuidados com as crianças e o trabalho, se confundem em uma coisa só, e no fim nada é concluído.

Eu havia mentalizado um cronograma para o meu dia, mas me senti meio perdida no início da semana. Enquanto estava colocando a louça na máquina de lavar, me lembrava de um e-mail que tinha que responder. Enquanto respondia o e-mail, lembrava do jantar que tinha que tirar do freezer para preparar, e assim vai. Então determinei que meu dia precisaria ser dividido em duas partes: o período da manhã dedicado aos cuidados das crianças e da casa, e o período da tarde para trabalhar.

É um limite difícil de ser cumprido, porque no fim das contas, nossa vida é uma só, e não tem como separar vida profissional de vida pessoal (minha opinião). Quando tudo isso acontece dentro de casa, fica mais difícil ainda de gerenciar.

Dividindo meus dias dessa forma, no meio da semana as coisas começaram a fluir melhor, e aí entra a necessidade de foco e disciplina, para que uma atividade não interfira na outra. Funcionou bem, e praticamente tudo que me propus a fazer, foi feito, porém, o período da manhã ainda precisa de muitos ajustes, pois principalmente a rotina do Yuri não está acertada. Não encontrei o horário ideal para almoço, soneca, organizar lancheiras e mochilas. Ou ele está irritado para almoçar, ou ele está dormindo na hora de ir para a escola e vai mega irritado, ou ele dorme e acorda mal humorado e não almoça direito… enfim… tá zoado…rs. Mas aos poucos vou fazendo tentativas e ajustando.

No fim das contas, se eu colocar na balança, acho que a parte boa pesa absurdamente mais que as dificuldades, e eu as resumiria em alguns pontos:

  • Poder estar mais próxima das crianças (não tem preço)
  • Flexibilidade de tempo
  • Não precisar pegar congestionamento em horário de pico (sensacional!)
  • Poder trabalhar de meia no pé, pijama, roupas confortáveis e cabelo sujo… kkkkkkk. Pode soar meio porquinho e descuidado, mas depois de tantos anos tendo que me arrumar todos os dias para trabalhar, poder dar uma desencanada disso está sendo ótimo! Nos dias que tenho compromissos externos dou aquela caprichada, mas tenho aproveitado para relaxar nesse sentido quando estou em casa.
  • O tempo tem rendido muito no período que elas estão na escola, e quando elas chegam não deu tempo de estar morrendo de saudades ainda. É uma recepção deliciosa e calorosa, mas é ótimo elas chegarem com o pai e eu não ter aquele peso na consciência de que passei o dia fora e ainda não vou conseguir estar com elas de verdade. Delego banho e a tarefa do pai colocar para dormir bem tranquila, sem culpa nenhuma…rs. E provavelmente por elas estarem comigo a manhã toda, não estão naquela carência absurda de só mamãe serve. Acaba sendo um bom momento de respiro pra mim.

Mas sim, nem tudo são flores, e o limite para estar com as crianças em casa é meio período mesmo. Vai chegando o final da manhã eles começam a me deixar meio maluca. Já estão com fome, cansadas, um “cutuca” o outro, um chora, o outro grita, o outro bate, o outro responde pra mim… afe! Haja paciência!!! Sempre (ou quase sempre) que o sangue sobe eu tento respirar fundo e lembrar de um dos propósitos dessa nova rotina, que é estar mais perto deles. E aí procuro ser paciente e tentar compreender e atender as necessidades que eles estão demonstrando, nem sempre do jeito mais bacana. Mas é bem cansativo!

Como é pouquíssimo tempo, o que pega é só isso. Acho que com o passar dos dias vou começar a ver outras coisas. Mas achei que seria legal fazer o registro dessas primeiras impressões, para poder ler isso no futuro e pensar o quanto eu estava iludida – espero que não… kkkkk, ou que realmente esse foi o melhor caminho que poderia ter escolhido pra mim – espero que sim :-)!

Beijos – Mari