Categorias:Bebês e Crianças  • Saúde

Fisioterapia Respiratória para Bebês

•  por  •  postado em

Já comentei em algum post aqui, e algumas vezes no Instagram (@blog_mamiemais), que o Luli foi diagnosticado, há três meses atrás, como “bebê chiador” e, em um dos resfriados que ele pegou, a pediatra recomendou que testássemos algumas sessões de fisioterapia respiratória, para eliminar a secreção que estava acumulando, trazer mais conforto para o pituco e evitar o uso de medicação.

Eu já tinha ouvido falar desse procedimento, mas não sabia como funcionava na prática. Acompanhei a primeira sessão do Luli e a resposta positiva foi imediata! No primeiro quadro o Luli passou por cinco sessões e, na semana passada, por mais três, onde, além das manobras para ajudar a deslocar e expelir a secreção, foi necessária também a aspiração.

Quem nos atende é a Bruna, fisioterapeuta super atenciosa, carinhosa e paciente. Como trabalho o dia todo, ela vai até o berçário para realizar as sessões do Luli, que são sempre acompanhadas por uma profissional da escolinha.

E como esse é um tema que despertou o interesse de muitas mamães nas postagens que fiz no Instagram, pedi para a Bruna preparar um texto informativo para vocês. Está bem fácil e gostoso de ler. Espero que gostem!!! No final do post tem o contato da Bruna, para quem quiser conhecer melhor e agendar uma sessão.

IMG_7514Essa é a Bruna, em uma das sessões do Luleco

“Sabemos que, com essa época do ano, os pequenos acabam sofrendo muito devido à mudança de tempo radical e aos vírus respiratórios fazendo a festa! O pior período do ano para eles se inicia em março e vai ruim até julho, podendo se estender até agosto. Nesses meses os hospitais estão lotados, crianças internadas no pronto socorro até conseguir uma vaga na enfermaria ou até mesmo na UTI. Infelizmente não temos como ter controle total sobre a criança pegar um vírus ou não, afinal, mesmo não indo à escolinha, que é a forma mais comum dos pequenos pegarem o vírus, os lugares fechados e visitas são um risco para eles. Não digo isso querendo que fiquem dentro de bolhas e não saiam nunca de casa, afinal todos nós precisamos trabalhar e muitas vezes não temos com quem deixar os pequenos, e também precisamos de um tempo de diversão. Assim, os vírus se aproveitam dessas situações, e aquela “trabalhêra” com um nariz entupido e a tosse carregada começa. Com tudo isso, o trabalho da fisioterapia respiratória também se inicia. “Ah, Bruna, mas eu nunca ouvi falar de fisioterapia respiratória, até meu filho ser internado (num hospital)!”. Ouço isso diversas vezes nos hospitais em que trabalho, e realmente não é um trabalho divulgado pelos pediatras. Os que mais conhecem nosso trabalho e nos indicam são os pneumologistas, afinal, trabalhamos juntos para a melhora do quadro respiratório, seja ele uma bronquiolite (que é causada pelos vírus que estão por aí), asma, pneumonia e outros. Já os pediatras, às vezes, simplesmente não têm quem indicar para atender, e outros acham que não há necessidade para tal.

Mas aí que está o problema: vocês, pais, não são formados em fisioterapia, então não têm a obrigação de saber como são as coisas, portanto nunca se culpem por um quadro respiratório, porque vejo isso comumente no meu trabalho. Não, vocês não tem culpa, nunca passaram por isso. Para isso nós entramos em ação! Conseguiremos avaliar o paciente mais corretamente, auscultar os pulmões para avaliar a necessidade no atendimento, saberemos “manobrar” o peitinho da criança para ajudar a soltar a secreção pulmonar da forma certa e lavaremos o nariz da melhor forma. Com o atendimento da fisioterapia, conseguimos resolver dentro de dias, em conjunto com tudo que falei acima que fazemos, casos respiratórios sem a necessidade de medicamentos (claro que existem casos em que a associação de alguma medicação possa ser necessária) ou até mesmo uma internação. A fisioterapia nos quadros respiratórios funciona como um “alívio instantâneo”, pois a criança que, antes do atendimento, estava irritada, não conseguia mamar ou comer direito devido a obstrução nasal, com crises de tosse, com a respiração cansada, prostrada e afins, melhora! Isso porque todos esses sintomas podem geralmente estar relacionados à obstrução nasal e secreção pulmonar.

Na minha experiência dentro do hospital, nos últimos dois anos, os vírus respiratórios se multiplicaram, e a virulência deles está pior, ou seja, judiando ainda mais dos nossos pequeninos. Por muitas vezes, vou em casas mais de uma vez por ano, em que a mãe, já ciente que conseguimos controlar esses quadros em casa (sendo que, a maioria delas conhece nosso trabalho na marra, após ter internado o filho com um quadro respiratório no hospital) nos chama, e assim fazemos fisio em casa, assim que os sintomas respiratórios que citei se iniciam. Muitas internações são evitadas com esses atendimentos! As sessões de fisio não precisam necessariamente ser pedidas pelo médico, basta você achar que seu filho está com os sintomas que comentei e conhecer alguma fisio, que assim veremos a necessidade de cada um, e escolher a terapia a ser feita, além de ensinar maneiras e dicas de como controlar e amenizar aspectos desse quadro. Às vezes, no atendimento, bastam manobras + inalação + lavagem nasal + tosse, ou dependendo do quadro, uma aspiração nasal, que, por mais que tenha um aspecto ruim, é super bem indicada em casos de obstrução nasal que não conseguimos aliviar somente com lavagem, ou um pulmão muito cheinho de catarro. Avaliamos e fazemos conforme a necessidade, o importante é estarmos presentes e acompanhando os pacientes quando quadros como esses aparecerem, para assim a criança não correr nenhum risco de piora! Desculpem o textão! Hahaha Para quem mora em São Paulo e não conhece nenhuma fisio, eu me coloco a disposição. Meu nome é Bruna, e meu e-mail é: brunadotto@gmail.com. É só entrar em contato!”

Para complementar a informação, no ano passado, a Revista Crescer publicou uma matéria sobre o tema. Está nesse link.

Se tiverem dúvidas, deixem nos comentários que peço para a Bruna me ajudar a responder.

Beijos! Mari

Categorias:A Rotina  • Alimentação  • Bebês e Crianças  • Maternidade

Entrega de Frutas e Verduras em SP

•  por  •  postado em

Quem me acompanha no Instagram (@blog_mamiemais) sabe que tenho o hábito de pedir para entregarem frutas, verduras e legumes em casa. É algo que me ajuda muito para manter uma alimentação equilibrada e que otimiza demais o meu tempo. Eu tenho me atrapalhado ultimamente e fiquei um período sem fazer esses pedidos. Aí não tem jeito, preciso eu ir até o hortifrúti / mercado e acabo gastando muito mais tempo para comprar tudo pessoalmente.

Então, hoje vou dar a dica de dois lugares que costume fazer esses pedidos delivery, aqui em SP, falando quais são, no meu ponto de vista, as vantagens e desvantagens de cada um.

Quitandinha em Casa 

A Quitandinha é um site de produtos orgânicos. Conheci por uma amiga minha, a Larissa, do Blog Mommy Care, durante a minha licença maternidade do Yuri. Eu não sou radical com essa questão de orgânicos, mas, sempre que possível, gosto de oferecer essa opção para minha família. Eu acho que, de fato, o sabor é diferente, a textura, a cor, e acho que o custo mais alto desse tipo de produto compensa pelos benefícios. A própria Lari fez um post sobre orgânicos que achei bem bacana!

Eu conheci o Marcos, dono do Quintandinha, pessoalmente, em uma das entregas que ele fez, e é bem bacana a preocupação que ele tem com a qualidade do que vai chegar em nossas casas. Ele mesmo seleciona boa parte dos produtos pessoalmente e faz a entrega para os clientes.

As coisas chegam super organizadas e limpas, o que, para mim, conta mil pontos positivos, pois eu pedia em um outro fornecedor de orgânicos, onde as coisas chegavam cheias de terra e me davam um trabalho surreal para higienizar tudo. Fora isso, os pedidos podem ser feitos diariamente e são entregues até o dia seguinte. Porém, por outro lado, devido ao fato dos produtos serem orgânicos, você se limita ao que está disponível naquela semana, ao que está bacana. Em relação a verduras e legumes, a variedade é sempre bem boa, mas em relação às frutas, tem semanas que a variedade é bem pequena. Além disso, em alguns pedidos as coisas não chegam maduras, e quando amadurecem não estão legais. Mas não é um problema do fornecedor, é uma questão inerente ao tipo de produto. As verduras e legumes sempre chegam muito bons, saborosos e fresquinhos.

Outro ponto positivo da Quitandinha é que, além da parte de hortifrúti, o site também tem produtos de mercearia, laticínios, algumas opções de geladeira perecíveis. É ótimo para aquela semana em que falta uma coisinha ou outra, não precisar ir ao mercado para comprar itens específicos. Eles têm diversas opções de lanchinhos e snacks que gosto de pedir para ter na bolsa, trazer para os lanches do trabalho e mandar na lancheira da Nina.

Gosto muito também do atendimento da Quitandinha. A Bruna, que normalmente é quem faz o contato com o cliente, é super atenciosa e prestativa para solicitações, críticas e sugestões.

Agora, além do custo dos produtos, que pode ser um ponto negativo, tem uma taxa de entrega que acredito variar de acordo com a região. Acho que pela comodidade de não ter que sair de casa vale a pena. Para minha região a taxa é R$ 13,90.

Os contatos da Quitandinha são:

Site: https://www.quitandinhaemcasa.com.br/

Telefone: 11 5041-8383

E-mail: contato@quitandinhaemcasa.com.br

 

Frutas Delivery Vila Madalena 

A Frutas Delivery é gerenciada pelo Ramiro e fica localizada na Ceagesp, com um entreposto de distribuição na Vila Madalena, que faz a separação e distribuição dos produtos. Não é cobrada taxa de entrega, o que acho excelente, a única condição é que o pedido mínimo seja de R$ 60,00.

Sem dúvida um dos pontos fortes é o preço. Muito mais próximo dos valores que encontro na feira do que no hortifruti. Fiz uma compra grande na semana passada, super completa, com frutas, verduras e legumes, e gastei R$ 140,00. O custo x benefício é excelente, as coisas chegam super frescas, limpas, bem embaladas e separadas.

O pedido pode ser feito no próprio site, por telefone ou e-mail. Eu sempre mando um e-mail e listo com detalhes o que quero. Eu sou muito sem noção em relação ao peso das coisas, então listo as coisas do meu jeito e o Ramiro entende tudo…rs (2 mangas, 1 verde e 1 madura / 1 melão maduro para consumo imediato…). Outra coisa boa é que se o que você pede não está bom, ou o Ramiro não manda, ou substitui por algo similar. É só você dizer como quer. No caso das folhas, por exemplo, eu sempre peço – alface, a que estiver mais verdinha, uma opção de folha verde, o que estiver mais fresco, com preferência para rúcula…etc etc etc.

A desvantagem do Frutas Delivery é que as entregas são programadas (eles atendem zona oeste e zona sul) para dias específicos da semana, então, você tem que se programar. Não rola aquela emergência de última hora para chegar no dia seguinte, a não ser que o dia seguinte seja o dia de entrega na sua região.

Eu coloquei um compromisso recorrente na minha agenda para eu não deixar de pedir semanalmente. Tem dado certo!

Ah, os produtos do Frutas Delivery não são orgânicos.

Os contatos do Frutas Delivery são:

Site: http://www.frutasdeliveryvilamadalena.com.br/

Telefone: 11 3862-6418

E-mail: deliveryvilamadalena@globo.com

Espero que tenham gostado das dicas. Uso os dois fornecedores com frequência e recomendo ambos!

Beijos – Mari

Categorias:A Amamentação  • Alimentação  • Bebês e Crianças  • Enxoval  • Mami Indica  • Maternidade  • Produtos  • Produtos em Geral

Uso e Recomendo: Mamadeira Esterilizável da MAM

•  por  •  postado em

Quando fiz o enxoval da Nina não pensei duas vezes ao escolher que marca de mamadeiras usaria: AVENT. Em todos os lugares que eu pesquisava ela era bem avaliada, as resenhas mostravam vários benefícios, tudo que é blogueira materna usava e aí fui de cara e trouxe, dos EUA, um estoque com várias, de vários tamanhos, vários bicos.

Logo nas primeiras semanas, comecei a extrair o leite materno e oferecer na mamadeira para a Nina e, para minha surpresa, ela não curtiu o bico da AVENT!!!!

Pensei: ah não, ela vai ter que aceitar esse bico de qualquer jeito! Como assim? Comprei zilhares deles e já esterilizei tudo (a mãe de primeira viagem ansiosa)…

Mas a bichinha curtia mesmo o bico “nada de mais” que veio nas garrafinhas da bomba de extração de leite da Medela. Eu persisti, fui insistente e, aos poucos, ela cedeu e aceitou os bicos da AVENT.

Aí teve um dia que fomos na casa de uns amigos e, chegando lá, me dei conta que tinha esquecido a mamadeira em casa. Era muito longe e não tinha a menor chance de voltarmos para buscar, então, paramos na farmácia e comprei uma mamadeira nova. Só que não tinha AVENT, e a única opção era MAM. Comprei, no maior receio da Nina não curtir e, para minha surpresa ela AMOU o bico, assim como sempre preferiu as chupetas da marca.

Depois teve mais algum episódio em que precisei comprar uma mamadeira e foi MAM de novo, porque é muito mais fácil achar, em qualquer farmácia ou loja de produtos para bebês coisas da MAM, aqui no Brasil, do que AVENT.

Quando fiz o enxoval do Luli já fui por outro caminho. Optei direto pela MAM e comprei só um kit com duas mamadeiras pequenas, duas grandes e alguns bicos (detalhe que parte dos bicos nunca usei!). Vi que não precisava daquela quantidade de mamadeiras que tinha comprado para a Nina. Além da MAM ser mais barata, se eu precisasse de peças para reposição, encontraria muito mais fácil por aqui.

IMG_2260

Quando comecei a usar as mamadeiras, que por sinal o Luli aceitou o bico logo de cara, vi que elas se desmontavam inteiras. O fundo separava do corpo e eu achei ótimo para lavar. Já tinha mais um ponto positivo. E, em uma conversa com uma amiga, ela me falou sobre aquele modelo ser auto esterilizável. SENSACIONAL!

IMG_2261

Eu, que ainda mantinha o esterilizador elétrico no balcão da cozinha, logo tratei de aposentá-lo e, desde então, é só esterilizar a mamadeira no próprio micro-ondas. Basta colocar 20 ml de água no fundo, colocar o bico, o copo, a tampa, e dois minutos no micro-ondas. Tem vezes que enfio umas chupetas junto lá no espaço livre também hehehehehehehe.

IMG_2263 IMG_2264 IMG_2265

Em viagens é o máximo! Nem aqueles saquinhos de esterilizar preciso. É a mamadeira mais independente da vida… rsrsrsrsrs.

Não estou dizendo aqui que AVENT é ruim heim gente. É uma super marca com produtos excelentes e, muitos bebês se adaptam super bem! E é claro que, com a infinidade de marcas e modelos de bicos que existem disponíveis no mercado, não é garantia nenhuma de que o primeiro que você oferecer vai ser o ideal e adorado pelo bebê. Mas, para quem gosta da marca, eu indico muito esse modelo! Mais um produto que entrou para a tag Uso e Recomendo.

Beijos – Mari